Meio Bit » Baú » Games » 65% das mulheres gamers jogam online no país

65% das mulheres gamers jogam online no país

09/01/2008 às 21:36

Segundo uma notícia do WNews, uma pesquisa da Real Networks mostrou que 65% dos jogadores de games online do Brasil (de um total de 2,5 milhões) são mulheres. Ainda segundo à pesquisa, elas usam os games para "encontrar amigos virtuais, buscar informações e comprar produtos e jogos." (segundo a matéria)

Isso mostra o óbvio: hoje tem muita gente que acessa games online no país e não sei porquê a Blizzard ainda não quis lançar o World of Warcraft no país (talvez por causa dos servidores piratas...). Já a quantidade de mulheres me impressionou: eu acreditava que neste tipo de jogo teria pelo menos uns 30%, já que a maioria delas prefere usar o Orkut e/ou o MSN enquanto estão usando a net.

A matéria também citou a idade média das jogadoras na Europa, onde 20% dos 10 milhões de usuários são mulheres, 60% delas tem mais de 30 anos, e a maior parcela delas são executivas. Sobre isso, deve ser porquê nesse tipo de cargo elas devem passar mais tempo ociosas e com isso podem acabar jogando para passar o tempo. Ou isso pode ser usado para a própria empresa: numa empresa que marketing, eles podem conversar com os usuários para saberem como anda a popularidade das marcas, e as mulheres, por terem mais facilidade com comunicação, são preferidas para acessar este tipo de ferramenta.

Mesmo o Second Life ser ruim graficamente, não dá pra negar que o sistema mudou a forma de interação à distância. Com pouco custo lojas podem abrir centrais de relacionamento com os clientes (mesmo o simulador ter menos pessoas do que antigamente) onde eles podem interagir melhor do que via telemarketing (por exemplo). E muitos executivos podem usar isso como ferramenta para tomar decisões sobre lançamentos de produtos e outras vantagens.

[Via WNews]

relacionados


Comentários