Meio Bit » Baú » Games » Call of Duty 4

Call of Duty 4

19/12/2007 às 13:45

Primeiramente gostaria de agradecer a todos os leitores que continuam enviando ótimas análises de games. Para ver sua análise publicada aqui no MB Games, basta clicar neste link e nos mandar a sua opinião sobre um jogo que você tenha gostado ou não. Agora fique com mais uma análise, desta vez sobre o fps Call of Duty 4.

Análise enviada pelo leitor nobetternick

Quando nós falamos de Call of Duty nos vem logo a imagem de um shooter sobre a segunda guerra mundial. Nessa versão eles resolveram abordar a guerra moderna, basicamente ocidente versus terroristas e isso nos leva a achar que o jogo iria perder sua identidade e seria um fiasco para alguns fãs da franquia. Pois esse pessoal não poderia estar mais errado.

O jogo manteve seu sistema tradicional de health, inclusive com aquela tradicional "mira da arma" apertando o botão direito do mouse, e os combates continuam com a mesma intensidade e tensão característicos da série. O que mudou foi o cenário onde se passa o jogo, na década de 90, mas não se enganem, Call of Duty continua sendo Call of Duty.

O enredo do jogo é bem simples, grupos separatistas Russos se aliaram com terroristas do oriente médio para destruir a civização judaico-cristã-ocidental, agora os Estados Unidos e Inglaterra tem que dar um pau nesses caras, nada mais do que mais um reflexo de como o mundo atual influencia um game. Agora como essa história é contada é que torna o modo single player envolvente.

Destaque para a execução do presidente do pais do oriente médio (países do oriente médio nunca são especificados em jogos e programas de TV americanos por motivos óbvios), para a missão sniper em Chernobyl, a morte do sargento Paul Jackson e como se mata o ultimo chefe. A sobre-vida do modo single player se dá na procura por notebooks chamados de Enemy Intel espalhados em vários pontos dos jogos, ache os notebooks para liberar cheats.

O modo multiplayer do jogo é o melhor que em já vi em um FPS. Existem 5 classes básicas para escolher no jogo multiplayer (Assault, Spec-Ops, Heavy Gunner, Demolitions e Sniper) mas você pode fazer suas próprias classes a medida que ganha pontos de experiência. Você ganha pontos por matar inimigos ou conseguir qualquer progresso no modo de jogo multiplayer (Como desarmar uma bomba). Esses pontos servem para você aumentar seu nivel e com isso liberar Challenges, armas e pearks.

Challenges são desafios do modo multiplayer como derrubar um helicóptero, matar 25 inimigos com a MP5 ou pular de um certa altura e sobreviver. Quando você completa algum Challenge sempre que ganha uma certa quantidade de XP e alguns liberam melhorias e pinturas para as armas.

O Pearks são como se fossem Skills, como melhorar a pontaria, ter 2 rocket lauchers, recarregar mais rápido, ETC. Existem 3 categorias de pearks (Azul, vermelha e amarela), cada uma com cerca de 7 opções mas você só pode equipar uma de cada cor por vez.

Existem ainda modos de jogo tradicionais como Free-For-All, Team Death-Match, Domination ... só senti falta de um modo Capture the Flag. Além dos modos tradicionais foram inclusos o Hard-Core mode que deixa a tela limpa (Sem Status), o poder das armas aumenta e permite fogo amigo, e o Old-School mode que muda o sistema de health, pulos ficam mais altos e as armas ficam mais fracas.

Quanto à questões como gráficos eu devo dizer que não me apego muito a isso pois sou um gamer old-school 🙂 Mas de qualquer forma, os gráficos são bastantes impressionantes, dignos de um playstation 3 mas ainda não chega a ser como Crysis (Feliz ou Infelizmente). Destaque para o efeito de desfoco que se faz no resto da tela quando estamos mirando com uma arma ou chegando muito perto de um objeto.

Uma questão que pouca gente se lembra são os efeitos sonoros e músicas, mas nisso o jogo da um banho de competência também, musicas certas na hora certa e os efeitos sonoros são fantasticos, ligue seu sub-woofer no máximo para ouvir explosões 😀

E é isso ai galera, até o próximo review ... possivelmente de starcraft 2.

relacionados


Comentários