Meio Bit » Baú » Games » Referências - História dos videogames

Referências - História dos videogames

12/12/2007 às 2:32

Semana passada o Dori Prata postou sobre a história do Megaman, e isso me deu idéia de comentar sobre um dos assuntos mais interessantes da área de games, mas que a maioria não se preocupa muito: a história dos videogames. Sei que muitos aqui devem ter achado chatisse as aulas de história que tiveram (ou ainda tem) na escola, mas é bem interessante saber como que a tecnologia e os próprios games evoluíram até aqui. Desde os primeiros traços em movimento até a possibilidade do próprio jogador definir o final de um game (ou jogar um game online sem final) foi um bom caminho, onde a maioria dos desenvolvedores o faziam mais pela paixão e pelo desafio do que pelo dinheiro. Onde os games não custavam tão caro para adquirir e o processo de desenvolvimento não era tão demorado e caro do que é hoje. Onde a maioria dos jogadores eram crianças e adolescentes que não se preocupavam com emprego e contas pra pagar no final do mês!

No princípio era o verbo Spacewar. Depois veio o Atari, e em seguida veio os mascotes das empresas e hoje temos a explosão da popularidade dos games online, onde os jogadores não precisam mais ficar chateados jogando contra uma burrice artificial, e podem jogar contra outra pessoa. Bom, mas qual a vantagem de ler sobre isso? Primeiro que você pode conhecer games antigos, além de ficar por trás de quem criou os games mais famosos de todos os tempos. Alguém aqui conhece Shigeru Miyamoto? Alguns podem nem ter ouvido falar dele, mas já ouviram falar do Mario, claro! E do Sonic? Quem que criou o Metal Gear Solid? Você sabe quem é Alexei Pajitnov? Acho que não, mas você já deve ter jogado o famosíssimo Tetris, um dos games mais remakeados (ok, a palavra foi horrível!) de todos os tempos, além de ser um estudo para quem quer desenvolver games.

Por isso decidi postar um pouco sobre a história dos videogames. É claro que alguns podem achar chatisse ficar lendo sobre o passado dos games, mas nunca se sabe se você começa a ler e vê como eram as coisas antigamente. O Renato Degiovani deve ter sofrido com a limitação de memória e de espaço, sendo que hoje as coisas são diferentes. Mesmo sem recursos financeiros dá pra qualquer um criar um game original, simples e postar na internet sem custo algum (basta criar um blog e/ou mesmo hospedar num site do tipo o 4Shared).

Tentando não mudar de assunto, vamos às referências, caso queira dar uma olhada. Para começar, temos a seção Warpzone, do excelente Retrobits, com a história dos consoles domésticos, e todos os vídeos do documentário Era do Videogame, documentário da Discovery, que está no Youtube.

Temos também o Classic Gaming, que, apesar de estar um pouco desatualizado, tem muitas informações sobre outros consoles (em páginas individuais). Além disso, algum tempo atrás cheguei a postar no meu blog pessoal alguns fatos sobre a história dos videogames no Japão, e recentemente postei aqui no Meiobit Games uma listagem com algumas curiosidades. Já o Mundo Tecno chegou a criar uma aplicação interativa similar a uma linha do tempo.

Por fim, o UOL Jogos, o Outerspace e a Wikipédia tem algumas páginas com um resumo de toda a história dos videogames, até o ano passado (no caso da Wikipédia e do UOL Jogos). Vale a pena conferir!

relacionados


Comentários