Meio Bit » Baú » Games » Abaixo as estatísticas nos RPGs!

Abaixo as estatísticas nos RPGs!

25/11/2007 às 8:57

Eu sou um amante de RPGs. Sempre adorei uma boa trama, com bons personagens, mas tem uma coisa nos RPGs que sempre me incomodou muito: as estatísticas. Aquele negócio de HP para cá, MP para lá, fora os pontos de ataque, defesa, inteligência e coisas do gênero... isso me confundia demais. Será que alguém realmente se diverte monitorando estatísticas?

De uns tempos para cá, comecei a me perguntar se já não era hora de quebrarmos esse tabu nos RPGs. Às vezes parece que já "incorporamos" certas noções aos nossos jogos - e isso se aplica a diversos outros aspectos de nossas vidas - e essas noções estão de tal forma cristalizadas que se torna praticamente impossível imaginar que as coisas poderiam ser diferentes. Pare para pensar: será que realmente precisamos da precisão numérica em nossos medidores de energia? Aliás, será que precisamos mesmo dos medidores? Não seria mais interessante sem eles? Como seria a experiência de jogar um Final Fantasy sem saber com precisão quanto de HP temos, ou o dano exato causado por uma magia em um inimigo?

A idéia não seria eliminar as estatísticas, mas sim escondê-las do jogador. Os personagens continuariam tendo HPs, MPs, pontos de ataque, defesa, e esses quesitos aumentariam da mesma maneira quando os níveis avançassem, só que o jogador em momento algum teria acesso a esses dados. A idéia é acrescentar realismo, tornar os jogos mais intuitivos e menos assustadores, sem todas aquelas estatísticas.

Mas como saber a quantas anda o nosso personagem sem os números? Bom, eu devia ter uns 10 anos da última vez em que entrei numa briga - além de pacífico sou magrinho, e não sou besta. Faz tempo isso, mas que eu me lembre, em nenhum momento da briga eu me preocupei com os pontos deen ergia que eu perderia com cada soco do meu "oponente". Mas eu sabia que um soco bem encaixado podia me derrubar, e que um único chute nas partes baixas do sujeito seria mais eficiente do que três socos no rosto - e essas coisas você saca pela expressão de dor do sujeito quando você acerta um chute, não é preciso que um número pule da cabeça dele indicando o dano.

O mesmo poderia se aplicar ao nosso RPG esquisitão: seria necessário caprichar nas expressões do personagem, fazê-lo cambalear, segurar um braço machucado, mancar de uma perna, fazer seu nariz sangrar e coisas do gênero. A visão pode desfocar, o personagem pode ter "brancos" na visão e coisas do gênero. Imaginem um combate de Final Fantasy VII, Cloud vs Sephiroth, em que você não sabe exatamente quanto de energia tem. Só o que você sabe é que está com dificuldade em focar o que enxerga, o sangue escorre do nariz de Cloud, que respira com grande dificuldade - levantar a espada parece um sacrifício enorme. Do outro lado, Sephiroth segura o braço esquerdo, provavelmente quebrado, e parece manter-se em pé com dificuldade, por vezes perdendo o equilíbrio e vavcilando um pouco. Será que no próximo golpe você cai, ou dá para aguentar mais uns três? Qual será o impacto da próxima magia?

Toda essa falta de controle ia enlouquecer os fãs de RPG, maníacos por controle. Ia ter gente indignada ameaçando nunca mais comprar um RPG da Square na vida. Só de pensar em gerar uma polêmica dessas, eu já fico morrendo de vontade de trabalhar na idéia. O típico fã de RPG calcula o dano das magias, sabe que o "Ice Beam vai tirar uns 500 HPs do cara". Já pensou essa gente - e eu como fanático por RPGs me incluo aqui - tendo que se orientar só pelo visual?

E então, o que vocês acham da idéia? Que recursos vocês utilizariam para demonstrar danos, efeitos de magia e coisas do gênero sem o auxílio de números ou medidores? Comentários são muitíssimo bem-vindos.

Texto enviado por email pelo usuário Orakio Rob

relacionados


Comentários