Meio Bit » Baú » Indústria » TechCrunch50 - Primeira parte: 16 novas empresas

TechCrunch50 - Primeira parte: 16 novas empresas

11/09/2008 às 1:38

Olá amigos do Meio Bit, neste primeiro dia de conferência, 16 empresas se apresentaram para um público de aproximadamente 1.700 pessoas. Os organizadores abriram o evento se desculpando sobre a Internet sem fio(a rede sem fio existia, porém pelo menos 70% das pessoas aqui estão com laptops e quando todos tentam se conectar a somente um ponto de acesso... bom, resulta em pedido de desculpas). Mas tudo bem, isto poderia acontecer em qualquer outra conferência de tecnologia.

Sobre o formato da TEchCrunch50: a empresa apresentava o seu novo produto em, no máximo, 8 minutos e após a apresentação vinham os comentários dos investidores e convidados (a lista está no final do post). Comentarei aqui sobre as 16 empresas, com mais detalhes para as que tiveram uma avaliação positiva dos investidores e público, tendo chances de ser o próximo hit da Internet. Sobre os sites, vale lembrar que nem todos estão abertos ao público, muitos estão em fase “Beta”, mas geralmente é só se inscrever no e esperar por um convite.

O evento tem a abertura em “american style”, com uma moça com voz forte cantando o hino nacional e todos aplaudindo muito no final. Todos voltados para a bandeira americana, claro.

As apresentações foram divididas em blocos e comentarei um pouco mais da(s) empresa(s) que chamaram a atenção.

Bloco1 - Entretendimento & Juventude:

Neste bloco tivemos empresas que se concentraram em produtos e serviços para os jovens, um mercado importante que muitas empresas estão tentando conquistar.

blah Blah Girls: Um conceito original onde há 3 meninas desenhadas como personagens animadas que mostram e comentam as novidades do mundo da moda, notícias e acontecimentos de Hollywood. Um dos empresários é o ator Ashton Kutcher (That '70s Show, Efeito Borboleta) que consegue trazer bastante atenção ao site.

Assistindo esta apresentação fica nítida a diferença das outras: Blah Girls é muito mais entrentendimento e usa e abusa de mídias como vídeos, notícias e interatividade, tanto no site quanto na apresentação em si.

hangout hangout.net: Um mundo virtual que promete combinar Second Life com MySpace. Cada pessoa possui um quarto e pode ser convidado a acessar quartos de amigos, onde poderia escutar as músicas, assistir videos ou deixar recados.

Gostei muito do conceito do hangout, acredito que a interface é mais amigável do que a do Second Life, o que se tranforma em algo bem interessante trabalhando junto com as outras funções como vídeo e músicas.

Também apresentaram:

- Shryk: Uma nova geração de banco virtual onde crianças e jovens podem controlar o seu dinheiro.

- Tweegee: Uma integração de "social networking" com jogos, webcam, notícias e etc, voltado para o público infantil.

Bloco2 - Notícias e Textos:

Promessa:

ds DotSpots: DotSpots traz o poder da busca semântica e colaboração para mostrar aos usuários as notícias mais relevantes sobre algum assunto. Eles criaram também um plug-in para navegadores que funciona como uma barra de notícias. Ficando à direita do usuário, é o lugar perfeito para anunciantes, ao invés de anunciar depois dos comentários, no final da página.

Outras empresas:

Ångströ: Mostra notícias sobre pessoas e empresas para “social networking” empresarial.

LiveHit: Mostra através de estatisticas vídeos que todos estão assistindo.

Quant the News: Mostra noticias para ajudar usuários a avaliar ações.

Bloco3 - Corporativo:

Empresas apresentaram soluções para outras empresas.

Promessas:

image Yammer: Yammer é uma ferramenta que ajuda as empresas a resolverem uma pergunta que ocorre normalmente nesse meio corporativo: "E aí, o que voce está fazendo?".

Com uma interface muito semelhanto ao Twitter, Yammer promete ser o Twitter para empresas (duh).

image OpenTrace: A apresentação do OpenTrace foi uma grande surpresa! OpenTrace é um serviço na internet onde podemos tirar fotos do código de barras de produtos, enviar ao site e o obter toda a cadeia de onde veio o alimento, desde o trigo até o supermercado. Tudo isso mostrando como cada parte está poluindo o ambiente.

Todos aplaudiram muito os 2 fundadores que apesar do inglês bem puxado para o japonês, conquistaram a admiração de todos.

Outras empresas:

Blueprint: A Blueprint ajuda outras empresas a desenvolverem software para processadores “multicore”, através de uma plataforma própria.

Fairsoftware: Crie o software e faça parte de fairsoftware, e eles cuidam do resto e voce não precisa abrir nenhuma empresa.

Bloco4 - Comércio e Advertising:

Promessas:

image Adgregate Markets: Adgregate Markets conseguiu transformar a dinâmica dos anúncios na internet, fazendo com que o usuário ao clicar no banner possa efetuar toda a compra, passando pelo tradicional carrinho, confirmação e pagamento. Tudo isto através do banner, e não sendo redirecionado ao website do vendedor.

image Other inbox: Other inbox é um novo jeito de lidar com o problema do excesso de email, não somente de spams mas por inscrições, propagandas, listas, etc. Ao acessar um site que peça o seu email, basta digitar: [email protected]

Em sua otherinbox você verá cada site separado por pastas, já filtrados.

Outras empresas:

AdRocket: AdRocket é um marketing direto para o email, funcionando como um intermediário entre o usuário final e outras empresas, compartilhando somente o hash do email do usuário.

Burt: Burt tem como foco empresas de propaganda e permite criar campanhas mais inteligentes e com mais entretenimento digital.

Estas foram as empresas que se apresentaram no primeiro dia da conferência. Algumas idéias receberam elogios e comentários de investimentos. Já outras, como é normal, receberam perguntas diretas sobre a viabilidade do negócio.

Um pouco mais sobre os especialistas (ou “juizes”):

Após a apresentação das empresas, investidores e outras personalidades da internet expressavam as suas opiniões sobre a apresentação que assistiram. Na maioria dos casos, nós, participantes, víamos muita pouco diferença nas opiniões sobre o sucesso fracasso de cada palestrante. Dentre os motivos que faziam com que as empresas não recebessem uma boa avaliação, havia:

· O questionamento se era realmente necessário criar uma empresa aonde somente criar uma aplicação para Orkut, Facebook, etc, resolveria o problema.

· A falta de um modelo de negócios: de onde a empresa conseguiria o seu dinheiro.

· Competição acirrada: vale a pena continuar neste caminho?

· Diferenciação: o produto não é diferente de outros já existentes, ou é não tem diferenciais atrativos.

image

image

image

Ron Conway

Chris DeWolfe

Chad Hurley

Investidor. Participou na Google, Ask Jeeves, PayPal e outras empresas. Um dos fundadores e presidente do MySpace. Um dos fundadores do YouTube.

image

image

image

Marissa Mayer

Marc Andreessen

Marc Benioff

Trabalha no Google desde 1999 e foi a primeira engenheira mulher do Google. Um dos criadores do Netscape, e atualmente do Ning. Presidente do salesforce.com

image

image

image

Ash Patel

Dan Farber

Yossi Vardi

Executivo do Yahoo! Editor chefe do site news.com Investidor do ICQ. Se parece com o Felipão!?

relacionados


Comentários