Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Autora se revolta com pirataria

Autora se revolta com pirataria

08/09/2008 às 13:38

A pirataria é mesmo o mal do século. Enquanto os "pirateiros" seguem falsificando desde remédios até roupas, passando por filmes, software e livros, as empresas e donos da propriedade intelectual lutam para proteger suas criações.

Embora alguns autores achem melhor entregar seu trabalho de mão beijada para os leitores, como fez Paulo Coelho, outros não aguentam ver seus trabalhos surrupiados e disponibilizados gratuitamente pela internet, caso de Stephanie Meyer, que está ameaçando não terminar o seu atual trabalho, o livro "Midnight Sun", sequência de Crepúsculo, uma série infanto-juvenil sobre vampiros.

Em seu site, Meyer diz que o que vazou para internet foi um dos rascunhos contendo os doze primeiros capítulos do livro e que ela faz idéia de quem deixou está cópia ser publicada. Como ela alega ter ficado muito chateada com o ocorrido, resolveu parar temporariamente o desenvolvimento da história, mas parece que devido a pressão dos fãs ela resolveu voltar à ativa.

Me lembro de um livro que Stephen King estava escrevendo para internet e que ficou conhecido aqui como "Montado na bala", tendo recebido posteriormente até uma versão para cinema. Mesmo com um preço inferior aos livros impressos, muita gente acabou pirateando o livro e o sucesso da iniciativa é contraditório. Muitos acham que a internet acabou ajudando, outros atrapalhando e o autor alega ter ganho US$ 450 mil com a história. Poderia ter sido mais? Poderia ter sido menos? É difícil saber ao certo mas no caso de Meyer, mesmo entendendo o lado dela e achando que eu também ficaria muito decepcionado, é não há como negar que tudo pode não passar de uma jogada de marketing. Mesmo assim acho que ela está no seu direito.

[via TorrentFreak]

relacionados


Comentários