Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Livro: The 4-hour Workweek

Livro: The 4-hour Workweek

08/09/2008 às 8:15

Acabei de ler o livro "The 4-hour Workweek", de Timothy Ferris, 2007 (em inglês, via Amazon e Submarino). A idéia do livro é ajudar o leitor a dramaticamente reduzir sua jornada de trabalho, liberando-se assim de horários de trabalho fixos e da idéia de "trabalhar por trabalhar".

O autor descreve a sua história, contando como conseguiu se desvencilhar dos empregos tradicionais, delegando tarefas e criando negócios que se sustentam sem sua presença física, enquanto ele aproveita a vida em viagens que ele chama de "mini-aposentadorias", que duram desde alguns meses até mais de 1 ano.

Em quase 300 páginas de narrativa, o autor descreve seu método, resumido em uma sigla: DEAL: Definição, Eliminação, Automação e Liberação. Em "Definição", ele procura fazer o leitor entender sua situação e como a percepção de "trabalho" é muitas vezes incorreta. Em "Eliminação", a idéia é eliminar suas distrações e tudo o que não acrescenta ou que não vale a pena investir tempo. Em "Automação", talvez a parte mais interessante do livro, Tim explica como contratar outras pessoas para cuidarem de coisas mais simples para ganhar tempo, e como criar e gerir um negócio que pode ser facilmente automatizável, como um sistema de vendas. Finalmente, em "Liberação" ele tenta elaborar como sair de vez do escritório, e como curtir a vida a partir de qualquer canto do globo.

O método que o autor demonstra parece realmente muito bom para ser verdade. Infelizmente, esta é mais uma daquelas situações em que para 99.9% das pessoas isto vai ser impossível, por vários motivos. Para que tudo funcione como ele descreve, são necessários:
- um emprego que não dependa diretamente do seu know-how. Como eu posso delegar, por exemplo, que alguem atenda meus pacientes por mim? Ou, se seu negócio é baseado em serviços como programação, não é possível substituir o seu know-how tão facilmente.
- um chefe que aceite a idéia de você trabalhar de casa (ou melhor, de qualquer lugar). A idéia está cada vez mais popular aqui nos EUA, e acredito que no Brasil isto chegue também. Entretanto, a grande maioria das empresas ainda depende de funcionários que venham fisicamente trabalhar, principalmente aqueles abaixo de posições de gerência.
- para o modelo de negócios que Ferris propõe funcione, ele supõe que os seguintes estejam na mão: (1) uma idéia de produto com margem de lucro enorme, facil e rapidamente produzido em massa, (2) alta demanda pelo produto, (3) um sistema econômico que facilite (como cobrança, processamento de cartões de crédito, etc), (4) um sistema de estoque e despacho de produtos (claro, terceirizado) e (5) pessoas de confiança para tocarem o negócio por você. Claramente, nada simples.

Percebe-se, portanto, que a idéia de se trabalhar somente 4 horas por semana fica mais e mais longínqua. Mas não comprei o livro para trabalhar 4 horas (ou menos) por semana e sim para aproveitar algumas idéias do livro que podem ser aplicadas à minha vida profissional, como por exemplo:
- eliminar a avalanche de informação: excesso de sites e navegação inútil, eliminar interrupções durante o trabalho, checar o email com menos frequência, etc.
- trabalhar com prazos com maior eficiência
- eliminar as tarefas e clientes que somente trazem dor de cabeça, e focar nos 20% das tarefas que compõem 80% da renda/satisfação (regra 80/20).
- contratar um assistente virtual que possa fazer tarefas simples por mim parece mais e mais tentador. Com preços de US$5 por hora de trabalho, é algo que passa a ser interessante, baseando-se no valor estimado da minha hora de trabalho. Tarefas simples, como comprar uma passagem de avião, reservar uma mesa no restaurante, encomendar compras no supermercado/Amazon são as primeiras escolhas. Além disto, mesmo tarefas mais complicadas podem ser executadas por assistentes mais sofisticados, como pesquisas para postagem no blog, pesquisa do meu trabalho, e por aí vai.

Em suma, o livro mostra um estilo de vida que está fora do alcance da imensa maioria, entretanto vários aspectos apresentados podem ser aproveitados por qualquer um que tenha um emprego. A leitura é leve e o texto flui muito bem.

Temos um exemplar do livro (em inglês), para sortear entre quem postar um comentário neste post (e tiver mais de 16 tibs), que nos foi doado pelo Augusto, referente àquela promoção do Br-Linux. Por favor, um comentário por participante somente. O sorteio será feito daqui a 5 dias, e o vencedor será notificado por MP.

relacionados


Comentários