Meio Bit » Baú » Indústria » Sinal dos tempos: Bell Labs não pesquisará semicondutores

Sinal dos tempos: Bell Labs não pesquisará semicondutores

01/09/2008 às 16:46

Os Laboratórios Bell são um ícone do nosso tempo. Celeiro de prêmios Nobel (a rima é infame, mas é a verdade), foi de lá que saíram enormes avanços tecnológicos: o Unix, a linguagem C, os primeiros transistores de silício, o laser, o primeiro sintetizador de voz, as células foto-voltaicas, o transistor de efeito de campo e centenas de outras.

Portanto, foi com um certo pesar que li a notícia de que a Alcatel-Lucent, “dona” atual do Laboratório, vai dedicar os quase mil pesquisadores (não só em New Jersey, mas espalhados pelo mundo: França, Alemanha, Irlanda, Índia e China) e a verba de cerca de US$ 2 bilhões às áreas de computação quântica, nanotecnologia e eletrônica de alta velocidade. Nada de pesquisa em semicondutores. Sinal de que essa tecnologia está mesmo chegando ao seu limite?

Segundo George Rittenhouse, pesquisador-chefe do Laboratório, argumenta que já não faz sentido competir com a IBM, líder na pesquisa avançada de semicondutores.

Pode ser, mas a notícia não deixa de ter um sabor meio amargo.

relacionados


Comentários