Meio Bit » Arquivos » Internet » Emails picaretas da Nigéria: As vítimas são tão culpadas quanto os estelionatários

Emails picaretas da Nigéria: As vítimas são tão culpadas quanto os estelionatários

23/08/2008 às 18:59

scammernigeria

Essa é a opinião de Sunday Olu Agbi, Alto-Comissário da Nigéria, se referindo ao esquema de estelionato que se tornou uma das maiores fontes de renda do país.

No email que todo mundo já recebeu ou receberá, alguém se diz filho de um ex-presidente ou grande empresário, com milhões de dólares presos em uma conta de banco, e precisando de ajuda para resgatar o dinheiro. O otário enche o olho. "Vou me dar bem" e nesse momento, é fisgado.

Começam uma troca de informações onde você passa dados bancários, residenciais, etc.

Aos poucos duas coisas acontecem: Ou o cara some e começa a fazer negócios com seus dados, ou ele explica que o banco local está pedindo dinheiro para pagar taxas, coisa pouca, mas ele é um pobre nigeriano (snif) que não pode arcar com o custo. Mas afinal, o que são US$200,00 diante de milhões?

As taxas vão surgindo, e na medida que o otário continua ganancioso, vai pagando. Já casos de gente que chegou a dar US$100 mil para os picaretas.

Também há casos de sequestros, gente burra o bastante para ir para a Nigéria (independente de golpes, não é meu destino turístico favorito) e ser capturada pelos bandidos, que então ligam para os parentes da vítima pedindo resgate.

É claro que para todo golpe dar certo é preciso dois querendo se dar bem, mas ganância e burrice é uma combinação que deve (e em geral é) ser punida por DARWIN, não pela Lei. Não quando você não fez nada ilegal além de ser ganancioso E burro. A postura Mr Sunday é ridícula. Ele diz que os golpes são praticados por uma minoria da população, e que os negócios do país como um todo são prejudicados por uma imagem injusta, de uma Nigéria corrupta e não-confiável.

O problema, Mr Sunday, é que se seu país é tão incompetente a ponto de não conseguir acabar com um crime cometido por uma absoluta minoria da população (em suas palavras) como quer que achemos que a Nigéria é um país sério?

Ninguém aqui tem nenhuma obrigação de ter pena de seu país, muito menos quando um oficial do Governo vem dizer que quem cai nos golpes praticados por SEUS cidadãos é tão culpado e merecia ser tão punido quanto eles. Ninguém é culpado de nascer burro, Mr Sunday. O Sr deveria saber disso muito bem.

Fonte: Ars Technica

relacionados


Comentários