Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Protegendo-se de sequestros

Protegendo-se de sequestros

22/08/2008 às 23:15

Qualquer um que conheça um pouco da cultura pop sobre alienígenas deve estar familiarizado (no bom sentido) com o conceito de implantes que os ETs supostamente introduzem (ui!) nos seres humanos. Pasmem vocês que no México muitas pessoas estão realizando tal procedimento em seus corpos por medo de sequestros.

Estima-se que o número de raptos tenha aumentado cerca de 40% entre 2004 e 2007 e o país figure no topo do ranking ao lado do Iraque e da Colômbia quando o assunto é sequestro. Isso acabou gerando uma nova indústria no México, a de implantes de chips rastreados via satélite. O objeto que mede o tamanho de um grão de arroz é inserido no corpo do cliente com uma seringa e custa US$ 4.000, além de um aluguel anual no valor de US 2.000.

Normalmente este chip esta localizado no braço do cliente, entre a pele e os músculos e a pessoa carrega junto dela um transmissor, quando o cliente se sente ameaçado, ele aperta um botão de pânico e a prestadora do serviço trata de avisar a polícia do ocorrido.

Desta forma, a empresa consegue saber com precisão onde seus clientes estão e uma das maiores do setor, a Xega, afirma que suas vendas aumentaram 13% no último ano, já contando com mais de 2 mil clientes. A Xega estaria estudando inclusive uma ampliação de seus mercados, pretendendo chegar no próximo ano a Colômbia, Venezuela e adivinhem, no Brasil.

Porém, o procedimento é um tanto polêmico, já que sem o tal transmissor que podem ser facilmente identificados e destruídos pelos bandidos, os implantes não possuem muita funcionalidade e muitas pessoas alegam que tudo não passa de uma forma de vender falsa segurança para as pessoas. Pelos menos neste caso a forma de introdução do implante parece menos dolorosa que a dos ETs.

dori_chip_21.08

[via Reuters]

relacionados


Comentários