Meio Bit » Baú » Fotografia » TV digital: Sonho ou realidade?

TV digital: Sonho ou realidade?

18/08/2008 às 22:04

Embora eficiente na geração das imagens em alta definição o projeto de implantação da TV digital no País não tem sido bom. Ainda é uma minoria que tem acesso às belas imagens proporcionadas pelo sistema: em São Paulo a média é de 1 para cada mil telespectadores que têm acesso à qualidade High Definition (HD). Isso, sem falar que a maioria da população nem sabe do que se trata essa tal alta definição.

São poucas as pessoas que podem aproveitar ao máximo as maravilhas da TV digital, que têm acesso aos equipamentos modernos e caros para equipar devidamente sua casa para receber tal tecnologia. Falta acesso, falta informação e falta um plano eficaz para estender esse benefício para além das classes A e B.

O governo teve pressa em começar um projeto que ainda não estava acabado e sequer tem um plano a longo prazo para tornar mais acessível a compra das TVs preparadas para tal serviço. Mesmo com uma queda de cerca de 60% nos valores dos aparelhos grandes, de telas planas, ainda é uma parcela muito pequena da população que tem condições de adquiri-los.

Num país como os Estados Unidos, por exemplo onde foram lançados, em 1999 e 2000, os primeiros televisores digitais de 42 polegadas, eles custavam mais de US$ 20 mil. Ganância, pois sem uma produção em escala razoável e sem recursos tecnológicos, os preços tinham mesmo que ser altos, porém, hoje, com a produção muito maior, o preço de um televisor de plasma ou cristal líquido (LCD), de 50 polegadas, full HD, 1080p, caiu abaixo de US$ 1.500 que em reais seria mais ou menos R$ 2.500. Só o tempo torna uma tecnologia mais viável para as massas, isso é fato, aconteceu com os aparelhos de tv, computadores e tantos outros objetos que dependem de avanços tecnológicos para serem desenvolvidos, não dá pra popularizar um produto de um dia para outro. É preciso um bom trabalho para que isso aconteça de forma eficaz.

Existem alguns pontos a serem observados para que a TV digital realmente se consolide no Brasil, primeiro seria a questão da tecnologia, é necessário licitar a tecnologia digital com isenção e transparência para que seja escolhida a melhor para o nosso caso, o que não quer dizer que é preciso a tecnologia mais cara nem a mais sofisticada, e sim a que trouxer o melhor custo/benefício.

Outro ponto é a informação, já bati várias vezes na tecla de que a população brasileira não tem conhecimento do que realmente pode mudar com a tv digital, não tem informações sobre os aparelhos de TV nem os decodificadores, nem a noção de que a programação não será diferente da que já recebe se continuar com a televisão aberta.

Embora o governo tenha um papel importante na implantação e na consolidação da tv digital isso não pode ser usado como propaganda político-partidária, é necessário envolvimento e seriedade para que a coisa engrene.

Também é importante elaborar um plano a longo prazo, não dá pra acreditar que é só implantar a transmissão e pronto, é necessário um trabalho com várias etapas, para o período de transição analógico-digital, fazer sucessivos testes de campo, sem caráter comercial, para grupos específicos de usuários.

É necessário trabalhar também com a indústria em um projeto que conte com a participação de fabricantes, universidades e emissoras, de nada adianta reclamar dos preços altos na fase de lançamento dos produtos, os preços só caem quando há a combinação de produção em larga escala com evolução tecnológica e uma política tributária atraente.

[via Estadão]

relacionados


Comentários