Meio Bit » Baú » Internet » Gigantes da tecnologia de olho na China

Gigantes da tecnologia de olho na China

08/08/2008 às 19:24

Os Jogos Olímpicos que começam hoje colocaram mais uma vez a China no foco dos noticiários de todo o Mundo, abrindo seu mercado para o mundo, o gigante asiático também está sendo notícia no mundo da tecnologia.

No país onde a internet está crescendo e se popularizando e o governo ainda mantém um certo controle do que é acessado, em um movimento que pode se considerado surpreendente, as grandes empresas da rede, Microsoft, Google e YaFdo pahoo decidiram unir-se e criar uma espécie de código de conduta para ajudá-los diante dos pedidos de informação do governo sobre seus usuários.

O objetivo é tentar evitar casos como o episódio onde a colaboração do Yahoo com as autoridades chinesas ajudou na prisão de um blogueiro, que não fez nada além de criticar a censura em seu país. A empresa enfrentou um julgamento nos Estados Unidos e precisou indenizar a família do blogueiro, que permanece preso.

As companhias afirmam que vão sempre cumprir as leis vigentes do país, mas esperam que esse código de ética as ajude a evitar a divulgação de dados pessoais de seus usuários.

Além disso o Google está aproveitando o momento e escolheu a China para lançar seu serviço de download legal e gratuito de músicas.

Esta é a estréia da companhia americana no mercado de downloads gratuitos, com um serviço que permitirá aos usuários chineses buscar, escutar e baixar música legalmente de forma gratuita através do site chinês Top100.cn, que já oferecia downloads pagos.

O Google disse que fornecerá tecnologia de busca e conteúdo, formado por músicas cedidas por companhias fonográficas cujos nomes não foram divulgados por eles. O serviço será financiado por publicidade e o lucro será dividido entre Google e Top100.cn, que tem entre seus investidores Yao Ming, jogador de basquete na NBA e um dos atletas mais famosos do país.

A novidade faz parte da estratégia da empresa americana para aumentar sua popularidade no país e tentar alcançar seu maior concorrente no mercado de discadores e líder do setor na terra das olimpíadas, o buscador Baidu.com.

É o mercado virtual de olho na grande nação socialista.

[via Estadão 1 e 2]

relacionados


Comentários