Meio Bit » Arquivos » Fotografia » Geotagging - o pesadelo do Stallman

Geotagging - o pesadelo do Stallman

01/08/2008 às 15:48

Em sua lista de motivos pelos quais o iPhone é maligno, perigoso, Inimigo da Liberdade e deve ser evitado por todas as 5 pessoas que levam Richard Stallman a sério a Free Software Foundation indicou a presença de GPS. Dizem eles que o iPhone 3G...

É também um dispositivo de rastreamento, e como outros telefones proprietários com GPS, pode transmitir sua localização sem seu conhecimento.

vader-nooooo

Sim. O Big Brother está atrás de você, os soldados virão nos prender bla bla bla bla e bla.

Claro, a maioria das pessoas não leva a sério essas paranóias dos teóricos da conspiração, e GOSTAM de GPS. Perdido em uma cidade estranha, abrir o Google Maps e ver exatamente ONDE você está (mesmo sem gps, usando triangulação. Por isso Stallman não usa celular ou cartão de crédito) é algo muito tranquilizador.

De todas as brincadeiras com GPS uma das mais simpáticas é o Geotagging. A técnica consiste em adicionar às fotos que você tira com seu celular ou câmera digital informações de latitude e longitude, permitindo assim que seja criado um mapa exibindo extamente onde cada foto foi tirada. Se você só tira foto dos gatos no quintal, não é útil. Se você faz fotojornalismo ou viaja muito é excelente.

Por algum mistério da natureza o E71 não faz geotagging naturalmente, mas isso se resolve instalando um programinha da Nokia que cuida de tudo, o Nokia Location Tagger.

 

Ele fica quietinho em seu canto. Quando você chama a câmera, percebe uma indicação no canto superior esquerdo:

Screenshot0038

O ícone das setinhas indica que o programa está chamando o GPS e tentando determinar a localização. Quando você está em um ambiente favorável (fora de prédios por exemplo) ele se torna verde. Tire a foto normalmente. Ele dirá que a informação de localização foi devidamente anexada.

Daí o processo é automático. Vejamos por exemplo esta imagem do Sambódromo sem Glamour enviada para o Flickr:

geotagging1

Na página dela no Flickr repare na barra lateral, nas informações adicionais surgiu um campo interessante:

geotagging2

Com as informações de latitude e longitude, o Flickr determinou Cidade e Estado automaticamente. Clicando na cidade, vamos para o Flickr Places, onde temos informações e fotos da localidade específica. Clicando em MAP temos a seguinte janela popundo diante de nós:

geotagging3

Como usa o Yahoo Maps, não é possível fazer um zoom tão bom quando o Google Maps, mas a biblioteca do Microsoft Virtual Earth é excelente e imagino que em seis meses estejam integradas 😉

Clicando na opção view cardoso's map é exibido um mapa (d'oh!) com todas as fotos geotaggeadas de meu usuário; a interface é semelhante aos Google Maps da vida.

geotagging4

Também é possível ver todas as fotos tiradas naquela região, pelos outros usuários.

Imagine usar isso como fonte de dados para uma tecnologia Photosynth da Microsoft, montando um ambiente 3D do local baseado nas imagens. Parece ficção? Bem, identificar sua posição usando satélites também era, 20 anos atrás.

O Nokia Location Tagger funciona em outros aparelhos Symbian, e independe de GPS na máquina. Você pode usar um GPS Bluetooth sem problemas. Todo serviço de fotos decente fora o Flickr suporta Geotagging automaticamente, e em último caso é possível determinar manualmente a localização de uma foto.

relacionados


Comentários