Meio Bit » Baú » Mobile » Nokia E71 - Resenha hyper-detalhada - Parte I

Nokia E71 - Resenha hyper-detalhada - Parte I

Mexer ao vivo em um celular é sempre diferente: no evento do lançamento dos novos celulares mistos (corporate + lazer) da Nokia isso ficou evidente. Não dá para compreender a finura do E71 só com números. É preciso pegar na mão.

31/07/2008 às 1:00

Preliminares

Todo mundo conhece de fotos, mas mexer ao vivo em um celular é sempre diferente. No evento do lançamento dos novos celulares mistos (corporate + lazer) da Nokia isso ficou evidente. Não dá para compreender a finura do E71 só com números. É preciso pegar na mão.

E nem digo pegar na mão das moças bonitas que estavam demonstrando o aparelho.

Confesso que quando soube que iríamos ganhar aparelhos, torci pelo E66, tinha preconceito com celulares com teclado qwerty. Todos que mexi até agora eram irremediavelmente chatos e corporativos. Mas depois que passei algumas horas com o E71 mudei de idéia completamente.

e71

Eu gosto das quatro plataformas mobile que já usei -Palm, Apple, Windows Mobile e Symbian- mas de todas a mais ágil é o Symbian. Não é a mais bonita, não é a melhor para desenvolver e não é a que tem as aplicações mais complexas, mas como diz a Apple, "simplesmente funciona". E bem.

A experiência com o Symbian tem sido consistente para mim desde o tempo do N-Gage . A curva de aprendizado é inexistente. Simples sem ser simplório. O Palm é simplório. A Interface dele é pobre. A do Symbian é simples. Com ela dá para viver, com a do Palm não. (até pelo cheiro de decomposição)

Por isso mesmo ão espere nenhum arroubo de design no estilo Apple. O E71 é um telefone excelente. Da Nokia. Não é um iPhone killer, não compete com o iPhone e não parece com o iPhone. Ele vai brigar é com os Crackberries. E matar, esmagar, destruir.

Screenshot0031

Mesmo assim a Nokia entende muito de sua interface, e depois de tantos anos ela está mais que azeitada. Tanto que eu, que sou apaixonado por meu iPod Touch não senti falta nenhuma da interface de toque.

Introdução

Como seria invável escrever tudo sobre o E71 em um único texto, vou dividí-lo em várias partes. Esta primeira foi toda escrita usando o QuickOffice, direto no E71. As próximas serão dedicadas a funções específicas, como "Office" ou "GPS". Por enquanto vamos a uma visão geral deste que é um modelo vencedor, e deve estar tirando o sono de muita gente na RIM.

Então, vamos às minhas primeiras impressões, depois de 4 dias com o aparelho:

O Teclado

eu acho que a maior invenção da história da telefonia foi o T9. Provavelmente criado por Steve Jobs, quando ele trabalhava na Nokia. Escrevi posts inteiros com T9, no tempo em que usava direto o 6600 ou o N80. Achava os teclados qwerty apertados, e desconfortáveis. A experiência com o teclado do iPod Touch também não ajudou.

tecladinhoe71

Mesmo assim, tirando atividades de cunho boiolístico e frutos do mar sou adepto de experimentar primeiro e rejeitar depois.

Bem, para terem uma idéia este texto inteiro está sendo feito direto no E71. Não esqueçam que tenho ossos grandes. Meu polegar cobre 12 teclas do bichinho. Mas ninguém digita com a base do dedo, sim com a ponta. E tendo acentos funcionais, cedilha e T9 torna a digitação uma festa.

O Som

Ao contrário dos outros celulares business, o E71 grita alto. Colocando o alto-falante ligado não preciso do iTunes ou das caixas do PC. Não tenho nenhum fone pro mini-conector dele, mas ele funciona muito bem com fones bluetooth A2DP.

Screenshot0033

Há um equalizador gráfico com vários presets, configuração manual e uma opção de balance que remete direto a Satã, pois somente o Senhor das Trevas poderia fazer com que eu escute o Som em dois canais, quando há somente um alto-falante.

O E71 vem com um sintonizador de rádio FM cheio de sacanagem. Se você deixar ele irá se conectar a um servidor e baixar o nome das estações da sua região, mas eu seria hipócrita se dissesse que isso vai mudar a minha vida.

Porém, segundo pesquisei por aí, o conector fone de ouvido não é estéreo. Se for verdade, é imperdóavel.

Conectividade

Screenshot0034 Screenshot0035

Aqui sem sombra de dúvida o E71 brilha. Enquanto a Palm se dobra diante das operadoras e lança "smartphones" sem Wi-Fi, e a Apple em sua sanha de controle capa o bluetooth do iPhone a ponto deste só funcionar com fones de ouvido, nesta belezinha temos:

1 - 3G

2 - Wi-Fi

3 - Bluetooth sem restrições. Ele tanto funciona como modem como pode acessar modems externos. Na parte de periféricos aceita fones de alta qualidade, mouse e já vem com um driver de teclado nativo.

4 - Infravermelho - é barato, não ocupa espaço e não encarece o produto? Manda pra dentro.

5 - USB quer dizer, mais ou menos. Seguindo a mania chata de respeitar padrões só no papel tão comum na indústria, ele vem com uma entrada padrão USB que só encaixa com o conector da Nokia.

GPS

Screenshot0036 Screenshot0018

Screenshot0017 Screenshot0019

Socorro Richard Stallman, a Nokia malvada está me vigiando!

É sério. Se você compra os delírios paranóicos do Stallman, fique longe desse telefone. Do contrário use e abuse da capacidade de localização, que utiliza de todos os recursos possíveis para determinar sua posição.

Os programas nativos já são um bom caminho, mas como ainda não consegui me entender com o Nokia Maps, uso o Google Maps e sou feliz. O consumo de energia do GPS é bem menor do que eu imaginava. Aguardem artigo detalhado sobre ele. O Sports Tracker também é excelente.

A Câmera

Não há muito o que dizer. Como toda câmera de celular funciona a contento em condições ideais e à noite é uma caca. O FlashSafado™ usa LEDs, não lâmpadas. E isso mata.

Dá para usar? Claro. É dez mil vezes melhor que a Câmera VGA do meu T610. 3,2 megapixels é algo a se respeitar. Para fotos de oportunidade e casais é excelente. Veja este acidente que flagrei, por exemplo. Não vai substituir sua Hasselblad, mas tomará o lugar da sua BreezeCam com certeza.

26072008024

A Nokia conseguiu enfiar umas técnicas de melhoria de imagem que conseguem bons resultados, dentro da limitação de uma câmera de celular. Vejam por exemplo este momento de ausência de originalidade, com foco ao fundo:

IMAG0135

Há funções de foco automático, e a capacidade de macro é impressionante. Minha Casio, que é uma câmera de verdade, não consegue fazer isso:

30072008043

Veja o original de 3,2MP. Respeitável, para um celular.

Por outro lado...

A função de filmagem me impressionou muito. Grava em MPEG4, 320x240, com som, 30fps. Dá pra sair do celular direto pro YouTube. A gravação de vídeo do Htc não chega aos pés disso. Vejam os três primeiros vídeos que fiz, nas piores condições possíveis:


Teste E71#1
Colocado por cardoso

Bateria

Os fabricantes exigem mas os engenheiros ainda continuam respeitando as Leis da Termodinâmica. Por isso os aparelhos consomem energia, esquentam e as baterias não comportam carga infinita.

Como não queria ser flagrada violando o Princípio da Entropia, a Nokia preferiu aumentar a bateria. E como aumentou. Basta comparar a BP-4L do E71 com a BL-5C do 6600, entre outros.

bateriae71

Quanto ela dura? Digamos que estou na rua desde duas da tarde. Usando GPS, internet e digitando sem parar. A carga está quase no máximo. Rodei horas e horas e quando cheguei em casa umas 10 da noite, ainda tinha 3 pauzinhos. Desisti de esperar descarregar, outro dia faço um teste detalhado.

Ainda há muito a detalhar sob re o E71, mas fica pro próximo artigo da série. Mas desde já digo que este foi o melhor Symbian que já coloquei as mãos.

FICHA TÉCNICA

Aparelho: Nokia E71

Dimensões: 114mm x 57mm x 10mm

Volume: 66cc

Peso: 126 gramas

Autonomia: 17 Dias (GSM), 20 Dias (WCDMA)

Conversação: 10,5 horas (GSM), 4,5 horas (WCDMA)

Memória: 110MB internos, cartão microSD de até 8GB

Câmera: 3,2MP / vídeo: QVGA

Conectividade: WCDMA de até 384kb/s, HDSPA de até 3,6Mb/s, Wi-Fi, EGPRS de até 296kb/s download 177,6kb/s upload, A-GPS, Bluetooth 2.0 A2DP EDR, isqueiro, torradeira e cortador de charutos.

relacionados


Comentários