Meio Bit » Baú » Internet » Internet Banda Larga 3G: Wireless de verdade com preços tabelados.

Internet Banda Larga 3G: Wireless de verdade com preços tabelados.

08/07/2008 às 3:20

Acabei de receber um panfleto de uma operadora de telefonia celular oferecendo adesão a um plano ilimitado de internet banda larga de 1 MBps por R$ 99,90 / mês. Ao realizar uma rápida pesquisa pelos websites de Claro, Vivo, TIM e Oi, é claro notar que os preços estão padronizados: R$ 99,90 /mês com acesso ilimitado.

Incrível como 4 grandes operadoras conseguiram chegar exatamente no mesmo plano e mesmo preço. Seria leviano acusá-los de formação de cartel sem provas, mas é estranho todos estarem ofertando exatamente o mesmo serviços, com as mesmas condições e os mesmos preços.

Dito isso, a escolha será pela "marca" e cobertura. Internet por banda larga 3G usa a rede de telefonia celular de terceira geração para trafegar dados em velocidades mais altas. Não há como garantir velocidades máximas o tempo todo, pois fatores climáticos, geográficos e a própria locomoção do usuário afetam o desempenho.

A Tecnologia

A tecnologia usada é o 3G High-Speed Downlink Packet Access (HSDPA) que permite velocidades de até 14.4 Mbps. Um novo padrão de transmissão de dados que ainda deve demorar a chegar ao Brasil é o HSPA+ que permitirá velocidades de até 42 MBps.

Operadoras & Preços

Claro - Acesso à Internet 3G

A banda larga possui pacotes limitados por velocidade, entre 250Kbps e 1Mbps. A franquia de dados é ilimitada e pode-se usar placa PCMCIA ou modem USB. Foi uma das primeiras empresas a oferecer o serviço. Os planos são bloqueados para a utilização de voz, segundo o regulamento.

Oi - Oi Velox Plug

De todos os websites esse é que mais vai direto ao assunto: Velocidade e preço estampados logo de cara, assim como o preço do modem USB. Ao ler o regulamento, não está claro quanto será cobrado após o consumo de 10GB. Faltam ainda informações como tecnologia usada, planos diferenciados e as cláusulas miúdas, que só devem ser realmente divulgadas no contrato.

Tim - TIM Web

Os dados excedentes para pacotes não ilimitados serão tarifados em 0,25 centavos por MB trafegado.

O plano ilimitado segue a mesma regra dos outros. E ainda, nas letras miúdas, a cláusula de limitação: Para todos os Pacotes após o consumo integral da franquia contratada ou do consumo de 1GB, a TIM poderá, a seu exclusivo critério, reduzir a velocidade até o período de faturamento subseqüente.

De que adianta ter acesso mensal até 7 Mbps se quando o consumo atingir 1 GB, a velocidade cai para um mínimo, não especificado?

Vivo - Vivo Zap

Note que a diferença entre o plano ilimitado com redução de velocidade e o plano de 1GB, que é o limite para início do embargo de velocidade é de R$ 30,00. Se você possui disciplina de uso, basta instalar um programa para monitorar o tráfego consumido e usar o plano mais barato. Em 1 ano, a economia é de R$ 360,00.

Conclusão

O serviço ainda é novo e ainda está muito caro e pelo visto, continuará sendo, já que ou a Anatel tabelou os preços e condições, ou as empresas fizeram copiar e colar dos regulamentos umas das outras.

O Vivo Zap, o Tim Web Banda Larga e o Claro Banda Larga 3G oferecem planos ilimitados por R$99,90 / mês com embargo de velocidade para 128 Kbps quando o consumo passar de 1GB de uso. O Oi Velox Plug, pela mesma mensalidade, oferece uma franquia de 10GB a 1 Mbps, sem limitação da velocidade.

Munido dessas informações, pode-se agora tomar uma decisão mais consciente. O plano da Oi parece ser o melhor de todos, já que estipulam a franquia e o uso claramente. E convenhamos, 10 GB é bastante coisa para quem está móvel. Basta evitar downloads gigantes de filmes, seriados e games e há limite de sobra para brincar no YouTube. Os planos ilimitados, exceto quem não possui disciplina de uso alguma, não valem muito a pena. A economia ao longo de 1 ano já cobre parte do preço do modem USB, ainda caríssimo, custando mais de R$ 400,00.

Se você é daqueles que espera a febre da novidade passar e os preços caírem, com certeza pagará preços menores e se houver concorrência, talvez as teles ofereçam planos mais interessantes. Da forma como está, lembra muito o preço dos primeiros planos de acesso banda larga no Brasil.

relacionados


Comentários