Meio Bit » Baú » Indústria » Tirando alguns méritos da Microsoft... parte I

Tirando alguns méritos da Microsoft... parte I

07/07/2008 às 3:17

Em uma conversa online com o Navarro acabei lembrando de vários casos, que curiosamente foram montando um quadro onde a posição de total dominação do mercado da Microsoft hoje perde alguns de seus méritos. Não é mais estar no lugar certo na hora certa, não é mais levar soluções prontas que seu público entende, não é mais developers, developers, developers.

Muito da Microsoft hoje deve-se à falta de visão de seus competidores.

E não falo dos freetards que chamam de preguiçosos os usuários que não querem compilar um programa ou usar linha de comando. O buraco é bem mais embaixo. Ou em cima.

Quando o Windows 3.11 ainda estava ganhando espaço a IBM, que não aprende nunca chamou a Microsoft em 1985 para desenvolver em conjunto o OS/2, seu sistema operacional que seria o "Windows do Futuro", pareceria que durou até 1990. A Microsoft continuou promovendo o Windows para quem desejasse vender computadores com ele pré-instalado, já a IBM achou que só deveria vender o OS/2 instalado em suas próprias máquinas.

O desenvolvimento foi um inferno. O pessoal da Microsoft, acostumado com uma empresa completamente liberal, liderada por nerds foi trabalhar na IBM, uma empresa onde os funcionários cantavam o HINO da compania. Alguns relatos falam de funcionários da Microsoft que ganharam reprimendas da gerência da IBM, e apresentavam produtividade negativa.

A produtividade era medida por linhas de código produzidas no dia, assim quando o sujeito encontrava uma rotina de 100 linhas e reduzia pra 20, tinha no final -80 linhas.

Em 1990 os dois lados se separaram definitivamente, a Microsoft indo cuidar do "Chicago" e a IBM preparando sua nova versão do OS/2.

Lançado em 1994, o OS/2 Warp era magnífico. Estável, imune a qualquer tipo de malware, rodava aplicações Windows 3.11, e saiu um ano na frente do Windows 95.

Problema: A IBM nunca deu a atenção devida. O mercado doméstico era inexistente para eles. Em 1995 eu fui a uma COMDEX/FENASOFT (nunca lembro qual) no Riocentro. Todo mundo estava lá, até a Apple, que não tinha nenhum negócio direto no Brasil. O Stand da IBM era monstruoso. Tinha modelos, salas vip, pista de pouso, dois fusos-horários...

Cheguei no stand e perguntei sobre o OS/2 Warp, queria comprar uma cópia. A loura que me atendeu me olhou, bem, como cara de loura. Me passou pra um engravatado.

Depois de TRÊS "consultores" achei um que sabia o quê diabos era o tal OS/2 Warp.

"Preencha esta ficha, em 15 dias uma revenda entrará em contato"

"Como assim? Isso aqui é uma feira de varejo, olhe em volta, todos os stands estão vendendo Windows, é só dar o dinheiro e pegar a caixa"

"É, mas aqui só por encomenda"

Quando o Windows 95 chegou a IBM tinha um sistema mais rápido, mais estável e testado. E não soube usar isso. Parecia envergonhada de ter algo tão "popularesco".

A cultura permaneceu mesmo quando, no ano seguinte consegui minha cópia do OS/2, em um livro ilustrado "O que é a Internet". Depois de instalar e NÃO rodar, fui procurar ajuda. Como a comunidade OS/2 no Rio cabia em uma Kombi, telefonei pro suporte da IBM, em SP.

"Bom dia, meu Warp não instala..."

"Qual o modelo do seu computador?"

"É um 386 DX40..."

"Eu perguntei o modelo"

"Bem, a placa é ASUS..."

"Ah, é... MONTADO"

O corno falou isso com um tom de NOJO que se eu não precisasse da informação teria xingado. Aliás, se o bostinha caro consultor que me atendeu naquela época estiver lendo isto, espero que todos os meus desejos envolvendo oncologistas, proctologistas, o ET e sua pessoa tenham se realizado.

No final eu precisava de um driver especial, pois a IBM não conhecia a "tal" da ASUS. Beleza, entrei no BBS da IBM (em SP, mais DDD) baixei o driver, criei novos disquetes de instalação, vamos funcionar.

Não acentua.

Nova ligação.

"AH, para que os acentos funcionem você tem que baixar drivers de teclado especiais..."

"Calma. EU comprei o OS/2 em português, em uma edição disponibilizada pela IBM Brasil, com toda a documentação em português, o programa em português e para ACENTUAR eu tenho que fazer uma gambiarra, entrando em BBS, baixando driver especial?"

"É"

Nesse momento desisti do OS/2, dei boot, cliquei em um ícnone do desktop do Windows 95 e fui jogar Duke Nukem.

relacionados


Comentários