Meio Bit » Baú » Miscelâneas » A última liberdade do Administrador de Sistemas

A última liberdade do Administrador de Sistemas

02/07/2008 às 23:03

Existem dois métodos infalíveis para identificar se uma empresa é um lugar bom pra trabalhar: A qualidade do café e o nome dos servidores. O Café, pois se for de boa qualidade significa que a empresa se preocupa com detalhes e qualidade do local de trabalho, e o nome dos servidores, pois indica se há gente com senso de humor ou não cuidando da infraestrutura.

Nomear servidores é uma arte. Nada demonstra mais um profissional sem imaginação e burocrático do que "servidor1", "servidor2", "servidor3". Um dos maiores cursos de informática de SP usa naves de Jornada nas Estrelas para identificar seus servidores. Outra batizou os três servidores de Huguinho, Zezinho e Luizinho. Soube de uma cujas máquinas tinham nomes de personagens do Senhor dos Anéis.

Já trabalhei em um provedor onde o SySop desocupado cadastrava montes de máquinas fictícias no DNS, Web254, Web255, etc para os concorrentes acharem que tínhamos toneladas de máquinas.

E você? Que nomes de servidores estranhos já encontrou por aí?

relacionados


Comentários