Meio Bit » Baú » Mobile » Nokia Compra Symbian - Android é o alvo?

Nokia Compra Symbian - Android é o alvo?

24/06/2008 às 14:52

Por US$410 milhões a Nokia adquiriu os 52% da Symbian que ainda não tinham. Quem vai vender? Sony Ericsson, Ericsson, Panasonic, Siemens e investidores menores.

Vejamos: Uma empresa que existe de 1998, cujos sistemas operacionais rodam em centenas de milhões de celulares pelo mundo, e só vale míseros 800, 850 milhões de dólares? Isso é troco de pinga. Até o MySQL vale mais que isso.

A Nokia pretende criar a Fundação Symbian, junto com AT&T, LG, Motorola, NTT Docomo, Samsung, Sony Ericsson, STMicroelectronics, Texas Instruments e Vodafone. Planejam unificar os vários sabores de Symbian (Symbian OS, S60, S60 R3, UIQ e MOAP (japão) ) e criar um sistema operacional Open Source, sem royalties, gratuito e disponível para todos. Quanta bondade. Uma lágrima desce por minha face neste momento.

Então temos: Sistema Operacional gratuito open source para celulares, lembra alguma coisa? Exato, o Android, do Google, que embora esteja atrasado e com carência de aplicações, ainda é o Vapor do Momento.

NokiaBot

A Nokia quer MESMO entrar na briga com o Symbian, que embora eu adore é um sistema ultrapassado, não-amigável, com um ambiente de desenvolvimento terrível se comparado ao XCode ou ao Visual Studio?

Melhor: De que adianta "unificar" as várias versões, se os aparelhos estão no mercado e continuam incompatíveis? E como se unifica algo sem abrir mão de funcionalidades das versões avançadas? Isso é achar um Menor Denominador Comum, e não é bom.

A impressão que tenho é que a Nokia está perdida. Não tem nada para competir no mercado do iPhone, que é único, o N95 é adorado pelos geeks hard core, mas somos ínfimos, e agora o Google corre o risco de tomar todo um mercado intermediário que mal ou bem a Nokia vinha segurando.

Lembra as parcerias que a Palm fazia quando estava desesperada, logo antes de se tornar legalmente insana e parar de se preocupar.

O Symbian deveria ser sacrificado. Uma morte honrosa mas definitiva. O Open Source é irrelevante no mercado de celulares. As aplicações para iPhone feitas "na marra" chegam aos milhares, o incentivo de centenas de milhões de dólares que a Apple deu para empresas de desenvolvimento é um sucesso. O consumidor final não dá a MENOR importância se o código do programa está disponível ou não.

Tirem o Open Source da equação, ao menos como diferencial. Matem o Symbian. Criem uma plataforma modular, com um conjunto de requisitos mínimos para homologação (como a Microsoft fez com o Windows Mobile) evitem ao máximo fragmentação, nada de Phone Edition, Portable Editition, Embedded Edition (como a Microsoft fez com o Windows CE).

Isso sim é uma estratégia para conter o Android. Do contrário a Nokia está apenas chutando, ou melhor, ressucitando cachorro morto.

Fonte: BBC

relacionados


Comentários