Meio Bit » Baú » Software » Microsoft patrocinando o Censo Open Source

Microsoft patrocinando o Censo Open Source

16/06/2008 às 16:56

Quanto do mundo corporativo usa realmente software Open Source? Qual softwares? Em que situações? Se você perguntar para um freetard qualquer ele pintará um quadro onde a Microsoft vende 3 cópias do Vista por ano e servidores Windows estão sendo atirados pelas janelas, enquanto virgens (são os programadores Python) jogam flores para um cortejo de pinguins trazendo as lindas máquinas IBM rodando Linux. Se perguntar a um Wintard, Linux só roda em uma máquina de proxy web, mesmo assim por causa dos estagiários comunistas da Infra.

Nenhuma das visões é muito realista (exceto pelas projeções de venda do Vista) e trabalhar com achismo não leva ninguém a nada.

opensourcecensus

Por isso o Censo Open Source. Uma iniciativa da Microsoft, ActiveState, EnterpriseDB, Laboratório de Open Source da Universidade do Oregon, IDC, Open Solutions Alliance, Open Source Business Foundation, Unisys e outros.

O censo é feito através de um programa que escaneia sua máquina, pesquisa pacotes Open Source instalados, gera um relatório e envia para o site do projeto. Não é feita coleta de emails, é totalmente anônimo. O registro pede apenas um nome e senha. Há versões para Windows, Linux, Solaris, Mac e BSD.

"Oh, Microsoft malvada vai escanear minha máquina e roubar meus arquivos" - Se eu fosse o Ballmer diria "vá pro inferno", mas como não sou, digo: O programa OSS Discovery é Open Source, sob licença AGPLV3. Se você não confia, baixe o fonte, examine e compile você mesmo.

O esforço ainda está em sua infância, só foram escaneadas 1300 máquinas em 2 meses, achando 746 pacotes Open Source, mas os resultados já estão sendo divulgados. O Firefox por exemplo é o número 1, presente em 83% das máquinas testadas. O sistema operacional Linux mais usado é o Ubuntu, com 47% das máquinas, em segundo o Debian, com 13%.

Fonte: Linux World

relacionados


Comentários