Meio Bit » Baú » Fotografia » TV Digital. Vale a pena ver a buzanfa da Sabrina em alta definição?

TV Digital. Vale a pena ver a buzanfa da Sabrina em alta definição?

13/06/2008 às 9:17

A TV Digital chegou ao Brasil e ao Mundo trazendo, mais que a alta qualidade, a promessa da Interação, mas por enquanto as emissoras estão investindo em melhorar a imagem, e nada mais. A tal da interação pode ser algo perigoso. Imagine um daqueles programinhas "escolha o final, vote aqui". Você gostaria de ter 50% de seus espectadores insatisfeitos?

panicohd-full

clique para ampliar. Imagem original encontrada neste blog.

Também não vejo nenhuma revolução de compras. A infraestrutura para tal não existe, e quem trabalha com publicidade na Internet sabe que a taxa de conversões é bem menor do que o marketing das agências vende aos clientes. E comprar no computador é muito mais prático do que via controle remoto da TV. Programas de emissoras pequenas possuem audiências bem menores que muito blog, e o segredo aqui é ESCALA. A Globo pode ganhar dinheiro com um Ana Maria Braga Shopping Network. O Show de Turismo, na Band, não. (Show de Turismo ainda passa?)

Portanto, o grande diferencial é... Alta Definição. A primeira vez que vi uma HDTV foi em 2004, e é uma experiência religiosa. É como quando a gente vê uma placa 3D funcionando pela primeira vez. Muda sua vida, sua percepção das coisas. Canal SciFi em uma mega jumbotron de ...todas... polegadas foi fantástico. Eu acho que vale, com Sabrina Sato ou sem Sabrina Sato -eu poderia questionar dizendo que ela é japa mas é fake, mas tecnicamente a Daniele Suzuki também é-.

Problema: A TV Digital está sendo vendida como panacéia para celulares. A vantagem de alta definição vai pro ralo.

Problema 2: A TV Digital esté sendo tratada como um canal de qualidade melhor, passando o mesmo conteúdo. Pombas, estamos na era da distribuição digital sob demanda. É o YouTube, estúpido. Nós, espectadores, somos mimados. Queremos o nosso conteúdo, agora. Não quero ficar esperando "dar a hora" de um programa. Eu quero abrir meu iPod, celular, TV da Sala, dar dois cliques e assistir The L Word (em mute).

No modelo atual a TV Digital no celular difere muito pouco da minha TV portátil Sharp de duas polegadas, com antena, que eu tinha nos anos 80 e aguentava quase uns 40 minutos com 4 pilhas pequenas. Eu era jovem e burro e paguei uns R$500 por ela, mas hoje em dia (continuo burro mas) não daria um centavo a mais por um celular com TV Digital, não enquanto ele não me oferecer pelo menos a mesma facilidade do iTunes e do Bit Torrent.

relacionados


Comentários