Meio Bit » Arquivos » Internet » Como transformar um usuário Windows em um Appletard

Como transformar um usuário Windows em um Appletard

08/06/2008 às 5:18

Eu não gosto de Ecochatos. Não vou voltar para a natureza, lá não tem WIFI. Não tenho paciência para a atitude esnobe dos vegetarianos radicais "meu estômago não é cemitério" (desse eu me vinguei, um dia conto como).

No Mundo Windows, onde há todo tipo de pessoa, o perfil do EcoChato é diluído, já no mundo Mac onde a moda é ser da moda, é mais fácil achar todo tipo de ativismo digital, Betinhos de Sofá que vão salvar o mundo, clique a clique.

Não mais. A moda de ser "Ecologicamente Responsável" faz com que toda empresa gaste grana em projetos ecológicos, o que é um bom investimento, a opinião pública faz "ahnnnn que atitude boniiiita" e compra mais Big Macs.

Se por um lado temos os chatos do Greenpeace reclamando que os Macs não são verdes (D'oh! São brancos, bando de hippies - (tm) Eric Cartman) por outro temos as empresas fazendo o joguinho, se declaramento ecologicamente conscientes.

Agora é a Microsoft, que está associando o Internet Explorer às suas emissões de Carbono. SÉRIO!

ScreenShot002

Neste site aqui você baixa o Internet Explorer 7, e ganha link para o CarbonGrove, um ecosite de ecochatos que serve basicamente para você mostrar o quanto é bonzinho, consciente e ecologicamente correto. Plantando... uma árvore virtual.

Ela vai crescendo, de acordo com os créditos de Carbono que você vai acumulando, e o mundo pode ver sua grande contribuição (virtual) para salvar o Planeta. Ao mesmo tempo você recebe dicas incríveis como "desligue os computadores quando sair de casa", "verifique a pressão dos pneus de seu carro" e... "uma vez por semana faça uma refeição vegetariana, coma menos carne vermelha".

Em homenagem ao CarbonGrove, vou almoçar uma picanha hoje. Fotos no meu Flickr na parte da tarde.

É possível até (como todo bom site social) colocar um widget da sua árvore em um blog ou site. Chique, não? Eu plantei a minha!

Espero que essa moda ecologicamente correta passe logo, já não importa nem se for com o dilúvio e o fim do mundo (afinal o filme do Al Gore deu dinheiro, o Mercado falou, ele deve estar certo).

De resto, reservemo o meu respeito para os VERDADEIROS ecologistas, que estão nos cafundós da África protegendo gorilas, ou no meio da Amazônia brigando com garimpeiro, ou enfrentando baleeiras no Mar do Japão. Já Se você acha que torna o mundo um lugar melhor baixando o Internet Explorer, só lamento.

relacionados


Comentários