Meio Bit » Baú » Fotografia » Zune Pass e a reabilitação do DRM

Zune Pass e a reabilitação do DRM

20/05/2008 às 14:13

"Milhões de músicas pelo preço de um CD"

Com essa chamada a Microsoft está oferecendo o Zune Pass, o mais novo serviço do Zune Marketplace (O software do Zune, similar ao iTunes Store).
Com o Zune Pass a Microsoft trás de volta o famigerado DRM, mas agora numa aplicação mais de acordo com atual o mercado de música digital.
O Zune Pass oferece um serviço de assinatura mensal onde, pagando US$14,99 por mês (o preço médio de um CD de lançamento), você tem acesso à grande parte do catálogo de músicas do Zune Marketplace. A validade das músicas é equivalente à duração da sua assinatura. Ao fazer o login o assinante é verificado e, caso não tenha sua assinatura em dia, não conseguirá executar as faixas. Ao sincronizar o player, as músicas também ficam bloqueadas. Pagou de novo, tudo volta ao normal.
Não há limite de download e você pode utilizar até três computadores, mais três Zunes e não pode gravar as músicas em CD. Caso o assinante queira ter a musica sem DRM, é só comprar. Ah, só podem ser Zunes. iPods (assim como nenhum outro player) não entram na brincadeira...

Resolvendo bancar pra ver, assinei o serviço fazem 20 dias e achei-o bem satisfatório. A biblioteca é bem vasta. Pedi a alguns amigos me falarem de bandas que não ouço e achei a grande maioria disponível pelo Zune Pass, lançamentos como Madonna, Mariah Carey e Linkin Park tavam lá. Na minha preferencia, o catálogo de jazz e soul é quase todo aberto. Acho que 90% de tudo que procurei estava aberto ao Zune Pass.

O valor é muito justo. Atualmente o plano de quatro filmes na Net Flix sai por 25 dólares, o mesmo valor para dois games na GameFly. Se para alugar um filme por três dias na Itunes Store eu pago US$3,99, não achei caro para ter quantas musicas eu puder encher no meu PC e no meu Zune por apenas US$14,00/mês. E o melhor de tudo: é 100% legal!

Em sua segunda geração ainda, o Zune vem, aos poucos, ganhando sua personalidade própria, deixando de ser um "fake iPod" (sim, eu já ouvi isso de um colega.). E com o acordo recente com a NBC e com o Zune Pass a Microsoft vem tentando ganhar uma fatia maior no mercado onde a marca da frutinh.. digo, da maçã é lider.

Fonte: Zune.net

relacionados


Comentários