Meio Bit » Baú » Segurança » Bloqueio do YouTube no MS Messenger: Resolvido e Explicado

Bloqueio do YouTube no MS Messenger: Resolvido e Explicado

12/05/2008 às 8:30

AliNa Sexta-Feira usuários do Messenger da Microsoft descobriram que não conseguiam enviar para seus contatos nenhum link do YouTube. Juntando isso ao lançamento da TV Messenger, mais o interesse em promover o Soapbox, o serviço de vídeos da Microsoft, mais a imagem de malvada da empresa, mais a falta de sorte que tem ultimamente associado coincidências nefastas com lançamentos de Redmond, a conclusão só podia ser uma: Foi proposital.

tin-foil-hat

Só que não era. Aliás, obviamente. Bloquear o YouTube seria um tiro no pé. Não teria nenhum efeito prático além de gerar um pesado de relações públicas. Fora isso, outros sites terem sido bloqueados, como o Deviantart.com fez muita gente suspeitar de ser algum bug interno. Foi quase isso. Em um comunicado no sábado pela manhã, a Microsoft esclareceu.

O bloqueio de páginas é feito por ume empresa terceirizada, que verifica manualmente as páginas denunciadas como problemáticas. Por algum motivo a tal empresa se exaltou e acabou bloqueando muitos sites importantes e legítimos. Na Sexta-Feira mesmo os sites foram liberados.

Dada a quantidade de bots, piratas, hackers e script kiddies online, filtrar URLs que envolvem arquivos executáveis, servidores notoriamente associados com pirataria e difusão de arquivos contaminados é algo bem-vindo mas...

Essa terceirização deveria ter sido feita com uma empresa cujo supervisor do serviço tivesse idéia do que está fazendo. Nenhum profissional de TI sério bloquearia o YouTube inteiro, pelo motivo que fosse. (Exceto uma ordem daqueles juízes que entendem tudo de Internet)

Portanto, se você não conseguiu mandar links do YouTube na sexta via MSN, fique tranquilo. Tudo está resolvido, e a culpa foi do estagiário. Muito provavelmente um tal de Mohinder.

Fonte: Ars Technica

relacionados


Comentários