Meio Bit » Baú » Miscelâneas » O Big Brother não é mais aquele

O Big Brother não é mais aquele

06/05/2008 às 21:29

A frase "Sorria, você está sendo filmado" é onipresente em nossa sociedade, mesmo em países menos tecnológicos como o Brasil. As câmeras realmente inibem os crimes de oportunidade. Nos anos 90 Jororô, SYSOP do Serra BBS, em Itaipava, acabou com os cheques sem-fundo de sua lojinha no Shopping Vilarejo (excelente, recomendo) colando uma lente de câmera descartável em um drive de Apple, ligando uma pilha ao LED do drive e colocando o cartaz com a frase "sorria...".

Já o criminoso determinado não será detido por uma câmera.

Pior: Apesar do investimento na casa de bilhões feitos pela polícia inglesa, só 3% dos crimes são resolvidos com o auxílio das câmeras. Se fosse Lei e Ordem já teria sido cancelado faz tempo.

O problema é que as imagens precisam ser verificadas manualmente (ok, visualmente) e isso toma tempo e trabalho. Pior: A maioria das câmeras não gera imagens detalhadas o bastante para possibilitar uma identificação. Sistemas de reconhecimento facial até existem, mas além de muito caros não funcionam em condições precárias de iluminação, resolução e ângulos, exatamente as condições de uso na vida real.

Vigiar uma câmera o dia inteiro atrás de atividade suspeita ainda é algo que só pode ser feito por humanos. Se você dedicar um policial para cada, digamos, 6 câmeras, ainda assim será impossível tomar conta de tudo. Estimativas de 2002 colocam o número de câmeras de vigilância na Inglaterra, entre particulares e públicas, na casa de 4.200.000. Não creio que Sua Majestade iria dedicar 700.000 policiais somente para vigilância. Se existissem 700.000 policiais em todo o Reino Unido. Ah sim, depois de um tempo os vídeos são apagados, por falta de espaço de armazenamento.

Portanto, ainda estamos livres do Big Brother (o de verdade, não aquele programa patético). Mas não por muuuito tempo. Cedo ou tarde a tecnologia chegará ao nível de um Minority Report, onde por um lado você nunca mais perderá a chave de casa, mas por outro se estiver devendo não dará um passo sem ser enquadrado pelos canas.

Fonte: The Register

relacionados


Comentários