Meio Bit » Baú » Exército de Israel desenvolve soldado-robô

Exército de Israel desenvolve soldado-robô

29/04/2008 às 20:17

O Guardian é um veículo de controle remoto projetado para missões de patrulha em regiões onde os soldados israelenses são alvos de bombas e outros atos de "combate assimétrico" (esse é o termo). Com câmeras que dão visão de 360 graus, visão noturna, sensores e armamento, o Guardian pode levar 272Kg de carga.

Apesar de ser primariamente operado remotamente, o Guardian apresenta capacidade autônoma. Ele ainda não vai atrás da Sarah Connor, mas é capaz de seguir rotas pré-determinadas, entender placas de trânsito, cruzamentos, desviar do tráfego e até alertar o comando quando detecta atividade suspeita.

Produzido pela G-Nius Unmanned Ground Systems, cada unidade custa US$600 mil, o que sai bem mais barato do que um soldado. Com duas grandes telas, um joystick, volante e pedais de freio e acelerador, a unidade de controle do Guardian é familiar para qualquer um com menos de 30 anos.

"Qualquer criança que cresceu com um PlayStation será capaz de chegar aqui e aprender [a controlar o Guardian] em segundos", diz Erez Peled, Gerente-Geral da empresa criadora do robô.

O futuro do combate está na mecanização. Podem ser robôs autônomos, estilo Exterminador, ou nas armaduras de combate, estilo StarShip troopers (o livro). E como toda tecnologia, cedo ou tarde estará nas mãos de todo mundo. Vide o Hezbollah, que se dá ao luxo de usar UAVs, veículos aéreos não-tripulados para monitorar Israel.

Imagem ilustrativa: RoboJew, do sensacional episódio "RoboJew vs Giant Nazi Woman of the SS", do Galacticast

Fonte: Chicago SunTimes

[ATUALIZAÇÃO] - Consegui uma imagem do bicho:

Sou mais o RoboJew.

relacionados


Comentários