Meio Bit » Baú » Indústria » Microsoft mostra prévia do Mesh

Microsoft mostra prévia do Mesh

24/04/2008 às 3:35

A Microsoft continua na luta para continuar relevante. Com a concorrência em todas as áreas de atuação possíveis, a empresa tenta inovar e trabalha com a Internet a seu favor.

Seu mais novo produto, o Live Mesh, aposta na sincronia entre sistemas na rede. Tivemos acesso ao "Tech Preview" para ver a ponta do iceberg. Em algumas palavras, a idéia do Live Mesh é a seguinte:
- sincronizar dados entre usuários e sistemas, incluindo dispositivos móveis.
- permitir o uso de aplicativos online E off-line entre usuários e sistemas.
- permitir o desenvolvimento de aplicativos inter-conectados.

Do ponto de vista do consumidor, é difícil imaginar as possibilidades deste sistema. Atualmente há pouca funcionalidade integrada. Há um "desktop" rodando a partir do browser, onde podem ser criadas pastas e arquivos. É possível também ver os usuários do sistema, e o que estes usuários tem feito. Mas esta sem dúvida é parte menos interessante, afinal aplicativos da própria Microsoft como FolderShare e SkyDrive já fazem isso. Outras possibilidades incluem a sincronia de arquivos entre computadores, bem como a possibilidade de controlar outros dispositivos à sua disposição remotamente.

O pulo do gato realmente é quando se pensa em aplicativos distribuídos. O desenvolvedor terá acesso a uma API com suporte a armazenamento, autenticação, sincronização, P2P e algo chamado "Newsfeed", que é algo para que os próprios aplicativos conversem entre si. Melhora: o desenvolvedor pode usar a linguagem de sua preferência, como Python, RoR, Flex, .Net e o sistema trata de "importar" o aplicativo para o Mesh.

Atualmente o sistema suporta somente Windows XP e Vista, mas no futuro deve funcionar com Macs e dispositivos móveis, bem como outros sistemas multimídia como videogames.

Creio que seja algo com boa perspectiva. Claramente a Microsoft tem a enorme vantagem de ter à sua disposição um leque de produtos em várias áreas, bem como pessoas capacitadas para conectar essas "peças". Em outubro maiores detalhes sobre o projeto serão liberados. Eu fico imaginando se por exemplo, eles resolvem fazer uma versão do Office neste sistema.

Mais cobertura: TechCrunch, Scobleizer, All about Microsoft

Abaixo screenshots:






relacionados


Comentários