Meio Bit » Baú » Hardware » Quad Cores + Quad GPUs = dinheiro/quad no bolso

Quad Cores + Quad GPUs = dinheiro/quad no bolso

01/04/2008 às 1:43

Um artigo do The Inquirer mostra como a indústria de PCs mudou do loucura dos Hertz mudou para a insanidade dos Cores. E não poderiam estar mais certos. Já publicamos vários posts aqui no Meio Bit sobre como não vale a pena investir em certas configurações ainda.

Por exemplo, processadores Quad Core são úteis e eficientes apenas para aplicações muito específicas: renderização 3D e trabalhos com vídeo profissional. O resto do mundo está muito bem servido por dual cores, por um bom tempo, alguns anos ainda, até que existam softwares e compiladores escritos de forma a utilizar o poder de processamento eficazmente.

A implicância maior é com o mercado burraldino de placas de vídeo que em sua fúria por SLI, Crossfire, Skulltrail e agora estão colocando dois chips por placa, com máquinas rodando 6 GPUs ao mesmo tempo, consumindo 1000 Watts e gerando calor suficiente para fornecer água quente para uma família de 4 pessoas tomar banho duas vezes ao dia.

O marketing pesado em cima de sistemas com 4 núcleos, 2 ou 3 placas de vídeo e agora dual core GPUs está afastando os gamers do PC. Ou seja, o mercado está se matando até que uma empresa inove e diga aos gamers: não é preciso um computador de 10 mil dólares para rodar 99% do jogos e aplicativos desktop.

Não vale a pena comprar duas placas de vídeo. O valor que se paga na segunda placa, guarde numa caderneta de poupança e use-o para fazer o upgrade em 14-16 meses. A performance da nova placa será o dobro de uma configuração SLI da família antiga. Basta ver a performance de uma 8800 GT contra sistemas SLI de uma geração anterior.

O artigo ainda menciona outras duas tendências: Terabytes de HD e pelo menos 2 monitores grandes. A indústria quer vender mais, só pense o seguinte: em 2008, qual a real necessidade de ter dois monitores de 22 polegadas se eles ainda não são full HD?

O importante é pensar duas vezes antes de comprar algum ítem de hardware. Pesquisar e depois pensar mais duas vezes. A compra por impulso ou hype é o que tem definido a indústria de computação pessoal por mais de uma década: computadores pessoais top de linha ficam obsoletos semanas depois, em incrementos de 0,2 Ghz, que podem fazer uma CPU custar o dobro. Detalhe: o mesmo equipamento vai estar custando menos da metade do preço em 1 ano.

Fonte: The Inquirer

relacionados


Comentários