Meio Bit » Baú » Demais assuntos » SDK do iPhone: Nem tudo são maçãs, digo, flores

SDK do iPhone: Nem tudo são maçãs, digo, flores

07/03/2008 às 21:40

O mundo nunca mais será o mesmo depois do anúncio do SDK do iPhone, metade das criancinhas da África acordaram com um Mac Lanche Feliz do lado de suas camas, o Aquecimento Global desapareceu e as ações da RIM caíram mais de 2%, mas mesmo assim há pontos questionáveis na estratégia da Apple.

De cara, o SDK do iPhone prende o desenvolvedor à loja da Apple. A ÚNICA forma legítima de instalar uma aplicação em um iPhone é submetendo-a à Apple, que a testará e aprovará. Do contrário, babau.

Isso é complicado, pois por mais que eu concorde que aplicações pornográficas na lojinha online de Tio Jobs iriam prejudicar a imagem da empresa, o iPhone é o melhor player para ser segurado com uma só mão. O acelerômetro poderia ser usado em um sem-número de jogos questionáveis, como o Onanista Hero.

Centralizando a distribuição assim, ou você aceita as regras da Apple OU não escreve programas para o iPhone com o SDK. Isso é ruim, é o extremo oposto da liberdade pregada pelo Stallman, e como todo extremo, é ruim.

Outro ponto ruim: O upgrade para rodar programas do SDK será gratuito para o iPhone, mas cobrado dos otários donos de iPods Touch. Darth Jobs diz que o modelo de faturamento do iPhone permite que se disponibilize esse tipo de atualização de forma gratuita, já que o iPhone dá retorno para a Apple por pelo menos 24 meses após a venda. Uma fatia da sua conta de telefone vai direto pro Jobs.

No caso do Touch, é uma venda simples e acabou.

OK, mas e como a Apple solta upgrades grátis para os iPods? Se fosse assim estaríamos no Firmware 1.0, e o Touch já está no 1.1.4. A Apple só faz de graça quando interessa? (essa foi uma pergunta retórica)

Completando, o SDK é Mac-Only. As formas inferiores de vida que são obrigadas a usar, bem... qualquer coisa que não seja um Mac ficaram de fora. Com isso se essas formas inferiores de vida quiserem desenvolver para o iPhone terão não só que baixar o SDK, que é justo, mas também terão que comprar um Mac, mesmo que não estejam no estágio de evolução espiritual necessário para isso.

A Apple acha que pode alienar TODOS os desenvolvedores que usam Windows, tão facilmente quando alienei os desenvolvedores que usam Linux, ao deixar de citá-los na frase anterior, mas o que ela fez foi abrir mão de uma excelente vantagem. Ela poderia criar uma explosão de desenvolvedores Windows/Linux "experimentando" o desenvolvimento para iPhone, e até lançando/portando seus programas para a plataforma. Imagine a situação: Eu desenvolvo para Windows Mobile, tenho um sharewarezinho ajeitado, mas não tenho iPhone. Baixo  SDK, porto minha aplicação, o pessoal da Apple testa para ver se está OK (embora rodar direitinho no SDK já seja boa garantia disso) e boto pra vender na iPhone Store. Easy Money.

Mas se para fazer isso eu tenho que comprar um Mac, fica difícil. Eu até entenderia ter que comprar um iPhone para desenvolver para o iPhone, mas ser “obrigado” a comprar um computador inteiro, mudar de sistema operacional e filosofia de trabalho, é um pouco demais.

relacionados


Comentários