Meio Bit » Baú » Indústria » SCO para IBM e Novell: "EU ME VINGAREI!"

SCO para IBM e Novell: "EU ME VINGAREI!"

08/03/2008 às 16:18

Lembram da SCO ? É, aquela mesma que ao ver as vendas do seu Unix System V despencarem com a popularização do Linux, resolveu que podia se dar bem ameaçando Deus e o mundo com processos baseados numa suposta violação de direitos de propriedade intelectual, já que segundo a visão deles o Linux continha código fonte deles não autorizado, e portanto eles se sentiam no direito de exigir uma "taxa compensatória" de cada empresa que o utilizasse. Desnecessário dizer que, após uma longa batalha judicial envolvendo 2 cachorros grandes da indústria (primeiro IBM e depois, Novell) que optaram por ganhar dinheiro com Linux por meios menos escusos como prestação de serviços de suporte, a SCO se tornou sinônimo do termo "PWNED!": a Justiça americana indeferiu os principais pontos de sua ação e ainda foi obrigada a devolver para a Novell cerca de 26 milhões de dólares que a Sun e a, pasmem, Microsoft pagaram a título da tal "taxa compensatória".

Com as vendas esquálidas do System V, a principal cartada da SCO para sobreviver era vencer este processo, e com um resultado tão desfavorável o resultado não podia ter sido outro: a empresa imediatamente deu entrada no processo de falência (conhecido como Chapter 11 no jargão da justiça americana). Fim da história ? Não exatamente.Uma empresa de investimentos chamada Stephen Norris Capital Partners (SNCP) arrematou o que sobrou da SCO pela mixaria de 5 milhões de dólares, defenestrou o antigo CEO, Darl McBride (a mente "brilhante" que teve a idéia de ganhar dinheiro extorquindo usuários Linux mas que falhou miseravelmente ao colocá-la em prática) e já anunciou que, assim que sair da situação falimentar, vai recorrer da decisão judicial que deu ganho de causa à Novell, o que por sua vez afeta a decisão favorável à IBM também. "A SCO respeitosamente discorda destas decisões, em um contexto de julgamento sumário, e pretende apelar na primeira oportunidade que tiver", diz o comunidado da empresa. Ao mesmo tempo, a SCO reconhece que perdeu o bonde do *nix ao dizer que os competidores atingiram um "reconhecimento de marca" que "impediria" a SCO de obter e manter alguma fatia do segmento, e anuncia seu interesse em voltar suas atividades para o mercado móvel (telefonia celular na China, India, Oriente Médio e África).

Agora, o catch: o plano da tal SNCP é de, ao longo de 5 anos, injetar mais 95 milhões de reais na SCO a título de empréstimo a uma módica taxa de 17%, pagos mensalmente. Será um bom negócio para a SCO ? Mais importante ainda: será que não era hora da SCO jogar a toalha e focar totalmente seus esforços em se salvar, em vez de se envolver em longas batalhas judiciais baseadas em argumentos no mínimo questionáveis ?

relacionados


Comentários