Meio Bit » Baú » Internet » Programas para blogar no Linux

Programas para blogar no Linux

06/03/2008 às 14:14

Sou usuário Linux desde 2003. Sempre me identifiquei com o sistema, gosto de fazer configurações em arquivos de texto, me sinto a vontade digitando comandos (adoro!) e nunca senti falta de nenhum aplicativo. Eu sempre conseguia algum programa alternativo ou winar "aquele" determinado software que não tinha equivalente, até que eu comecei a blogar... É incômodo escrever um texto no Word/OO.org, colar no WordPress/Drupal e ter que reformatar inteirinho. E, não são todas as pessoas que tem um bom domínio do HTML para fazer um post bem formatado "no muque" (eu mesmo, só o arroz com feijão), um bom software de publicação ajuda pra caramba. Mas, quais são as alternativas para o pingüim?
Então, logo que comecei, googleei um pouco em busca de algum software que me atendesse no que eu desejava, e encontrei poucas alternativas - e nenhum artigo muito claro explicando a respeito disso. Não que no MS Windows tenham muuuitos, mas eu realmente esperava mais. E a minha surpresa foi que, NENHUMA das alternativas livres me atenderam da maneira que eu gostaria, e por causa disso, postei muito tempo direto na interface Web. Atualmente, uso o Windows Live Writer no meu desktop Microsoft (um Windows Server 2003 com 80 de Ram virtualizado), que tem me atendido muito bem - testado, aprovado e recomendado pelo Marcellus. 🙂 Mesmo assim, se você faz questão de só usar OpenSource no seu Linux, não tem DualBoot ou não usa o VMware, confira algumas alternativas que você pode usar na sua distribuição. Todos os exemplos abaixo foram testados no Fedora 8 64 bits e baixados a partir do Yum.

- Drivel

Foi o primeiro programa que testei para uma possível publicação, ainda no início do meu blog. Por padrão, suporta Blogger, Atom, Advogato e LiveJournal. Obviamente, ele também é compatível com Drupal e WordPress, bastando apenas setar o tipo como "Movable Type" e adicionar o endereço do seu arquivo xmlrpc.php. É um programa bem leve e de simples utilização - até demais. As opções não são muito usuais, não existe uma "barra de ferramentas" com tamanho de texto, sublinhado, tachado, negrito e etc. Mesmo assim, foi a opção mais completa que encontrei, e já me rendeu alguns posts em antigamente, ainda no Slackware 11. Sua visualização de imagens não é muito boa, mas quebra o galho.

05-03-07 Drivel

Prós: Todos os recursos necessários existentes nos clientes for Windows.
Contras: Má usuabilidade e sujeira no código, mas não tanto quanto o zRaven, do Windows.

- BloGTK

05-03-07 BloGTK

Construído em Python, é ainda mais leve que o Drivel. Trabalha melhor com contas simultâneas, não precisando fechar/reabrir para setar o Blog desejado. Com a interface aprimorada, a utilização do BloGTK é mais suave do que a dos outros. Chato são os bugs existentes: Ele não baixa as categorias e tags existentes no WordPress, por exemplo. Não testei isso no Drupal.

Prós: Boa usuabilidade.
Contras: Bugs, talvez por que ainda esteja em versão 1.1.

- ScribeFire

Extensão do FireFox, multi-plataforma, excelente usuabilidade, estável, rápido e não suja o código. Fácílimo de configurar, bem como o Windows Live Writer.

05-03-07 ScribFire

Prós: Todos. Excelente.
Contras: Não uso FireFox. 😀

- Applet do Gnome

O mais simples e eficiente para posts rápidos, fica em algum lugar que você preferir no seu painel. Não suporta imagem, tags ou categorias, apenas textos e links.

05-03-07 Applet do Gnome

Prós: Facílima configuração. Eficientíssimo.
Contras: Escassez de recursos.

Concluindo...

Apesar de instalar no Wine, não consegui rodar o zRaven (software para Windows com a mesma finalidae), pode ter sido "apenas" azar da minha parte, mas não funcionou. Infelizmente, no meu ponto de vista, nenhum deles foi tão legal quanto o Windows Live Writer (sim, sou fã!), mas as alternativas para blogar no Linux podem suprir perfeitamente aos blogueiros desse sistema operacional. Programas como o BloGTK prometem melhora grande com o tempo, é esperar para ver.

relacionados


Comentários