Meio Bit » Baú » Hardware » Projeto pretende recriar digitalmente um cérebro de mamífero

Projeto pretende recriar digitalmente um cérebro de mamífero

04/03/2008 às 12:58

O Projeto Blue Brain é uma colaboração da IBM com a École Polytechnique Fedérale de Lausanne, Suiça, com um objetivo nada modesto: Recriar, via engenharia reversa, um cérebro de mamífero.

Começou em 2005, e no final de 2006 já conseguiram simular a Coluna Neocortical, uma estrutura composta de 50.000 neurônios e 30 milhões de sinapses.

A fase 1, encerrada no começo de 2007, provou que é possível criar simulações precisas baseadas em engenharia reversa, embora isso consuma MUITO processamento. Com 596 Teraflops, o Blue Gene não é exatamente um TK85, e mesmo assim roda a simulação duas ordens de magnitude abaixo da velocidade de um cérebro normal. Se o Blue Brain despertasse consciência, o máximo que faria seria acessar Orkut e ficar falando com as miguxas no MSN.

A expectativa para a próxima fase é rodar próximo de tempo real, em um Blue Gene com 8.000 processadores simulando 10.000 neurônios. O modelo utilizado é o da Coluna Neocortical do cérebro de um rato de duas semanas, portanto estão longe ainda de um computador que responda "42". Se bem que... hum... ratos? OK, provavelmente a primeira coisa que ele vai responder será 42.

Em paralelo estão fazendo estudos para simular um neurônio em nível molecular. Até agora simulam em nível celular, o que significa que o neurônio em si é uma caixa-preta. Trabalhando no nível molecular/genético as interações entre neurotransmissores e componentes celulares passam a fazer parte do modelo. Mas avisam que não existe capacidade de processamento hoje para sequer sonhar em simular um cérebro, ou mesmo parte dele, em nível molecular.

O mais interessante é a pergunta final da FAQ:

"A consciência despertará?"

E a resposta: "Não sabemos"

relacionados


Comentários