Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Campus Party - não é que vale a pena?

Campus Party - não é que vale a pena?

15/02/2008 às 12:36

A Campus Party é, sem dúvida, o melhor de dois mundos. Temos o alegre improviso dos BarCamps e BlogCamps junto com uma infraestrutura excelente e participantes de peso. Ao contrário dos comentários do MeioBit, as diversas tribos estão convivendo em paz, eu mesmo passei várias vezes nas áreas de software livre e ninguém me atacou. No máximo um desenvolvedor do Slackware foi mais agressivo com seu spray de sabão e pano molhado, oferecendo-se pra limpar a tela do meu Macbook, mas dei duas ações do Yahoo e ele saiu feliz.

O evento é muito mais do que uma simples reunião de nerds, ele é altamente profissional. Temos stands de fazer inveja a muita Fenasoft, o andar de baixo da Bienal está trazendo excelentes lembranças dos tempos dourados das Feiras de Informática no Brasil. E não deixem de visitar o stand da Microsoft, com o melhor capuccino da feira. Se você disser "morte ao linux" ainda ganha cobertura de canela.

OK, não precisa. Mas dá para aproveitar da ironia, andar mais uns 10 metros e chegar no stand da Linux Magazine e tirar foto do lado do Tux Gigante deles.

Até o Ministério da Defesa está participando, e os simuladores deles têm um algo a mais. Talvez um piloto treinado, em macacão de vôo dando instruções a seu lado torne a coisa mais realista. Deve ser isso.

A sinergia (quem joga buzzword bingo pode marcar essa) entre empresas e participantes está ótima, um não interfere com o outro, mas no final ambos ganham. A estrutura não seria possível sem o patrocínio, mas nem por isso temos um evento rígido, chato e corporativo. Temos muita criatividade, desde a Intel, que contratou vários blogueiros e os colocou em Segways pelo pavilhão, como "blogueiros móveis" até o Yahoo, que no stand do Flickr dá a oportunidade de você pagar um mico fotográfico e ganhar uma conta Pro.

Só senti falta do Google, que pelo visto se enrolou e acabou não dando as caras.

O ponto alto do dia foi a palestra do John "maddog" Hall, True Hacker, no mais nobre sentido da palavra, diretor-executivo da Linux International e uma espécie de Stallman do Bem. Tanto que nem reclamou de quem estava gravando a apresentação em MP3. Sim, o Stallman faz isso.

Nos próximos posts falarei sobre as várias áreas do evento, com mais fotos e alguns vídeos.

relacionados


Comentários