Meio Bit » Baú » Internet » Campus Party: errar é corporativo?

Campus Party: errar é corporativo?

Considerações sobre a Campus Party 2008: notamos alguns erros bobos cometidos por algumas das empresas de tecnologia presentes no evento.

14/02/2008 às 20:58

Não é somente a imprensa em geral que transmite um conceito superficial e falho sobre o Campus Party.

Vamos admitir: erros estratégicos acontecem, mas ao estar no Campus Party para o Meio Bit tive a oportunidade de presenciar que até mesmo empresas da área de tecnologia pecaram por não conhecer seus clientes. Ou seja, empresas que deveriam saber ou pesquisar falharam ao tentar conquistar a simpatia dos blogueiros presentes no evento.

O primeiro exemplo é o Terra, patrocinador oficial do Campus Blog, que veio com uma proposta, no mínimo, simplória: ganhar um “squeeze” de alumínio se tirasse uma foto e a publicasse no Fotolog do Portal e somente um pequeno link para o blog de quem aparecesse na foto. Não foi exatamente um grande hit.

Já o concurso da Universia (somente para participantes e com prazo determinado) para criar um blog sobre o Campus Party em sua plataforma, mesmo com um prêmio extremamente atraente (um iMac), parece ter tido poucas adesões. Por que motivos? Primeiramente divulgação na mídia errada: que pessoal ligado em tecnologia vai ler um pedaço de papel distribuído no Welcome Kit? Aliás desde quando mala direta e propaganda assim tem alto resultado? Segundo por ser uma cobertura que a maioria da pessoas já está fazendo para si mesma — uma proposta para quem já tem blog (seja gratuito ou pago) resultaria num trabalho extra além da produção do texto. Ou seja: que vantagem Maria leva?

Mas a empresa que mais deixou a desejar foi o Google. No começo da divulgação do evento, falou-se que as barracas seriam patrocinadas por eles (o que ficou a cargo da Telefonica). Nas áreas para as palestras, o logo está somente presente na área de astronomia (sinergia excelente para o Google Earth e o Google Star) e em mais lugar nenhum! Nem uma área, nem um brinde, nem uma simples menção nos demais andares.

Em comparação, o Yahoo acertou no que os blogueiros mais gostam: divulgação simples mediante um contrato temporário para destaque de conteúdo sobre o Campus Party em sua página. A iniciativa chamou a atenção e garantiu uma cobertura e um tráfego para ambos os lados.

Só espero, sinceramente, que no próximo ano esses erros não sejam recorrentes. Vamos ver.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários