Meio Bit » Baú » Fotografia » Temas para fotografar: Minha casa é um Zoológico

Temas para fotografar: Minha casa é um Zoológico

Descobrir o seu objeto fotográfico pode ser uma coisa muito difícil, mas existem temas simples e fáceis de serem encontrados, até mesmo dentro de sua própria casa.

08/08/2013 às 11:51

Quando começamos a fotografar tudo é festa. Nos comportamos como metralhadoras e tudo que passa pela frente é tema para uma fotografia. Com o tempo isso vai mudando. Se você realmente foi mordido pelo bichinho da fotografia vai começar a estudar, se aprofundar nos temas da arte fotográfica e com o tempo vai eleger assuntos que você gosta mais de fotografar. Aliás, essa é a primeira coisa que ensino a meus alunos. O tema, que é o objeto que reflete a luz, é uma parte importante do processo. Vejo muita gente com duvidas sobre qual o seu objeto, qual o seu caminho na fotografia, quando a resposta pode ser muito simples. Não existe delimitação ou regra na hora de você escolher o seu tema ou o seu objeto fotográfico principal.

Eu sempre tive uma preocupação constante quando o tema é a minha produção fotográfica. Sempre penso que se eu morrer neste exato momento e alguém for analisar meu acervo de fotografias, o que essa pessoa vai falar a respeito de mim. Se isso acontecesse em 2002, ano de minha primeira crise existencial dentro da fotografia (outras aconteceram depois), ele diria que fui uma pessoa sem foco, sem uma produção fotográfica coesa. Se acontecer hoje o observador vai encontrar vários projetos temáticos direcionados principalmente para o retrato (tirando minha coleção de fotos de hibiscus). Essa foi a minha escolha e estou muito feliz com ela.

Mas, falando na falta de regras para o objeto fotográfico, um pequeno projeto pode ser fonte de grande prazer e uma válvula para estravasar o estresse do dia a dia muito mais eficiente do que simplesmente fotografar tudo. Tenho amigos que gostam de fotografar tampinhas de garrafa. Pode ser uma coisa maluca, mas foi uma decisão baseada em coisas observadas durante o seu cotidiano. Também tenho um amigo busólogo (procurem o termo no Google) e já viajei juntamente com ele só para fotografar modelos de ônibus. Igualmente conheço pessoas que adoram qualquer tipo de metal enferrujado, por conta das texturas diferentes. Mas, também existem temas que podem ser aliados a outras atividades igualmente prazerosas e benéficas. Fotógrafos de natureza que começaram a utilizar a bicicleta como meio de transporte para chegar a lugares de difícil acesso e também apreciadores de fotografia macro que se tornaram ótimos jardineiros ao cuidarem do pequeno jardim que é seu principal objeto fotográfico. Esse último tema nos mostra que, talvez, não é preciso sair de casa para ter um pequeno projeto fotográfico.

No meu caso isso também aconteceu. Nunca gostei de gatos. Achava esses animais seres que não demonstram afeto pelo seu dono. Nesse ponto sempre preferi mais os cachorros. Mas, um belo dia meu irmão apareceu com um gato em casa, um pequeno filhote perdido na rua e que foi resgatado por ele. Admito que o pequeno animal virou o queridinho da casa. Desde primeiro animal para os atuais 5 gatos que tenho na residência foi um pulinho. Todos animais abandonados que foram retirados das ruas. E, com o tempo, passei a fotografar esses animais. Sei que fotos de gatinhos existem aos montes pela internet e no Facebook, mas digo que pode ser relaxante e interessante fazer esse tipo de foto. Ao contrário dos cachorros os gatos não estão ligando nem um pouco para você. Não fazem poses e se estressam muito fácil. Então é praticamente uma caçada dentro da casa onde você precisa estar pronto no momento certo para registrar aquela foto bacana. Vejam um pouco do que estou falando com a presença de Júnior, Leo, Mingau, Mia e Mel.

temas_para_fotografar (1)

temas_para_fotografar (2)

temas_para_fotografar (3)

temas_para_fotografar (4)

temas_para_fotografar (5)

temas_para_fotografar (6)

temas_para_fotografar (7)

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários