Meio Bit » Arquivos » Games » Psicólogos pedem que desenvolvedores façam MMOs menos viciantes

Psicólogos pedem que desenvolvedores façam MMOs menos viciantes

Estudo sugere que MMOs devem ser menos viciantes e desenvolvedoras apenas dão risada.

07/08/2013 às 13:30

lords-of-the-ring-online

Caso você já tenha parado de rir por causa do título desse post, saiba que ele não é uma brincadeira e agora me permita explicar a proposta no estudo liderado pelo Dr. Zaheer Hussain e que tem como título algo que poderia ser traduzido como “A responsabilidade social dos videogames: O que a indústria de games poderia fazer?”.

Tendo sido elaborado em conjunto com o Dr. Shumaila Yousafai da Cardiff Business School e o professor Mark Griffiths, da Universidade Nottingham Trent e diretor da Unidade Internacional de Pesquisa de Games, a ideia dos pesquisadores é mostrar que os game designers deveriam passar a criar MMOs que tenham uma estrutura que diminua as chances dos jogadores viciarem, como por exemplo oferecendo missões mais curtas ou alterando a maneira como os personagem evoluem.

De acordo com o estudo, isso evitaria a intervenção dos governos no assunto, algo relativamente comum em países asiáticos e as pesquisas realizadas constataram que 11% dos jogadores desse tipo de game podem ser considerados em estado patológico, com alguns chegando a encarar seções que duram por 90 horas.

Embora a solução apresentada por eles possa ser considerada uma piada, afinal o que qualquer estúdio mais quer é que as pessoas passem o maior tempo possível nos servidores de seus MMOs, o assunto é muito sério e em países como a Coréia do Sul chega a ser considerado como uma ameaça à população, com jogadores até sendo internados em clínicas de reabilitação.

Por outro lado, a Dra. Jo Twist, CEO da Associação Britânica de Entretenimento Interativo, disse à BBC que “não existe um diagnóstico médico que aponte o vício em games, mas que como qualquer outra coisa prazerosa da vida, algumas pessoas jogam videogame excessivamente”.

Enfim, é difícil saber quem tem razão nesta história, mas que as desenvolvedoras não irão “aliviar a dose”, isso não irão.

[via Eurogamer]

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários