Meio Bit » Baú » Games » Desenvolvedor diz que Microsoft não se importa com indies

Desenvolvedor diz que Microsoft não se importa com indies

Para criador da série Oddworld, Microsoft se comporta como se não dessa a menor importância para os estúdios indies.

26/07/2013 às 13:00

oddworld-strangers-wrath_23.07.13

Se tem uma área dos games em que a Microsoft tem sido duramente criticada nos últimos anos é na maneira como eles tem tratado os desenvolvedores independentes. Como a empresa mantêm uma política de licenciamento e atualizações bastante severa no Xbox 360, os estúdios menores vivem reclamando de como essas barreiras os estão afastando e quem resolveu engrossar o coro foi Lorne Lanning, presidente da Oddworld Inhabitants.

Nesse nível de negócios, a Microsoft não tem conhecimento de pessoas como nós. É como se nós não importássemos. Nós não estamos no radar, somos caras pequenos. Quando ouvimos eles falarem, nós temos que dar risadas, são apenas retóricas.

Lanning usou como exemplo para ilustrar sua insatisfação os muitos problemas que tiveram para lançar o Oddworld: Stranger's Wrath HD na Xbox Live, afirmando que seu estúdio nunca pediu dinheiro à Microsoft ou mesmo que a fabricante divulgasse o jogo, apenas que eles lhes abrissem as portas, assim como várias outras redes online fizeram, mas que chegaram a ficar 15 meses sem receber um reposta. Para piorar, segundo o executivo, o título acabou não sendo aceito porque ele havia aparecido na PSN por um preço que a empresa americana considerava muito baixo.

A crítica do criador da série Oddworld foi além, chegando a dizer que as pequenas desenvolvedoras claramente não fazem parte do modelo de negócios do Xbox One e como ele acredita que dentro da próxima década os indies estarão entre jogos que renderão algumas centenas de milhões de dólares, pode-se dizer que alguém está jogando fora uma enorme quantidade de dinheiro.

Resta saber se os jogos independentes realmente terão um papel tão importante no sucesso dos consoles da próxima geração, mas de qualquer forma, imagino que Sony e Microsoft tenham pouco a perder ao abrir suas portas para esses estúdios e pelo jeito alguém lá pelos lados de Redmond já percebeu isso.

[via GamesIndustry]

relacionados


Comentários