Meio Bit » Arquivos » Games » EA perde processo e terá de pagar US$ 11 milhões a designer original de Madden NFL

EA perde processo e terá de pagar US$ 11 milhões a designer original de Madden NFL

EA terá de pagar US$ 11 milhões de royalties a designer por games da série Maden NFL entre 1990 e 1996, e corre o risco de ver esse valor subir para além de US$ 3 bilhões

25/07/2013 às 16:00

gogoni-madden-nfl

Essa é uma das reviravoltas da justiça norte-americana em que a gente não tem outra coisa a fazer a não ser dar risada. Robin Antonick, designer original de John Madden Football, o primeiro jogo do que viria a ser a franquia Madden NFL estava processando a EA pelo não pagamento de royalties relativos ao lucros conseguidos com seus jogos. Segundo ele, os jogos desenvolvidos entre 1990 e 1996 eram cópias chupadas de seu game, e por causa disso ele deveria ser reembolsado, o que nunca ocorreu.

Agora saiu a sentença: a Electronic Arts foi considerada culpada e será obrigada a pagar os direitos a Antonick relativos aos games que ele criou, no valor de US$ 11 milhões. A alegação?

"O júri percebeu que os diversos jogos da EA publicados entre 1990 e 1996 eram virtualmente idênticos à versão original de John Madden Football desenvolvida por Antonick, e usavam modos de jogo e formações similares".

Em suma, a EA se lascou por lançar games iguais todo ano. Ouch.

Como desgraça pouca é bobagem, o próximo passo do júri é decidir se a reclamação de Antonick que os games das gerações seguintes ainda contém seu DNA e portanto, também devem pagar royalties procede. Caso a EA seja condenada de novo, ela pode pagar um montante superior a US$ 3 bilhões a Antonick, que a essa altura está rindo de orelha a orelha.

É um caso curioso onde o fato de criar games de esportes muito parecidos todos os anos finalmente cobrou seu preço, e para a EA, não foi nada barato. 🙂

Fonte: Dtoid.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários