Meio Bit » Baú » Games » Treyarch faz ajustes no CoD: Black Ops 2 e diretor é ameaçado

Treyarch faz ajustes no CoD: Black Ops 2 e diretor é ameaçado

Diretor de design do Call of Duty: Black Ops 2 é ameaçado de morte simplesmente porque o jogo recebeu uma atualização que altera o comportamente de algumas armas.

25/07/2013 às 10:00

cod-black-ops-2_25.07.13

Algo que tenho percebido recentemente é a maneira como os jogos eletrônicos são capazes de me fazer sentir orgulho de ser um gamer, mas como algumas pessoas que se dizem admiradoras da indústria me fazem ter vontade de nunca dizer para ninguém que um dia eu coloquei as mãos num joystick.

Veja por exemplo o que aconteceu com um dos responsáveis pelo Call of Duty: Black Ops 2. Tudo começou quando a Treyarch lançou uma atualização para o jogo que visava corrigir alguns problemas com a função que nos permite tirar screenshots, além de detalhes menores num dos mapas, mas junto com isso eles resolveram fazer alguns ajustes em três armas do game, modificações de frações de segundos na taxa de disparo e tinham como intuito deixar as partidas multiplayer mais balanceadas, porém, a recepção por parte dos “fãs” foi a pior possível.

Através de várias mensagens no Twitter o diretor de design David Vonderhaar revelou que chegou a receber ameaças de morte por causa das alterações e em sua defesa, Dan Amrich, gerente de mídias sociais da Activision, publicou um texto em seu blog que chega a ser deprimente - não por seu desabafo, mas por termos chegado a este ponto – onde diz que sempre que uma atualização como esta é lançada alguns imbecis correm para dizer que Vonderhaar deveria queimar até morrer ou atirar em si mesmo, o que o autor afirma categoricamente que “se alguém pensa por um segundo que isso é legal, não é.

Classificando a atitude como um comportamento digno da máfia, no artigo Amrich questiona como isso deve interferir na maneira como as pessoas de fora enxergam a série Call of Duty e sugere que se este tipo de comportamento não se restringe aos jogadores do FPS, podendo ser visto em várias comunidades gamers, então é fácil entendermos o porque do mundo não levar os videogames a sério e do porque os jogadores serem considerados “imaturos e babacas chorões.

Para terminar, deixarei apenas uma mensagem do próprio Amrich que diz que “se você gosta de games, tenha um pouco de respeito pelas pessoas que os fazem e pare de ameaçá-las com lesões corporais sempre que elas estiverem fazendo seus trabalhos.

[via PCGamesN]

relacionados


Comentários