Meio Bit » Baú » Games » Eles (os jogadores) matam e nós limpamos

Eles (os jogadores) matam e nós limpamos

Em Viscera Cleanup Detail missão do jogador será um tanto diferent: Limpar a carnificia deixada após uma batalha contra alienígenas invasores.

18/07/2013 às 14:30

Viscera-Cleanup-Detail_15.07.13

Lançado em 1996 e tendo sido baseado num curta, o filme Eles Matam e Nós Limpamos pode não estar entre os grandes sucessos do cinema, mas que sempre gostei por ter algumas peculiaridades, como uma menção aos irmãos criminosos de Um Drink no Inferno e trazer no papel de protagonista a mesma atriz que interpretou a Esmeralda Villalobos no Pulp Fiction. Porém, o que realmente me faz lembrar dele é o fato de que só após assistí-lo me dei conta de que existem pessoas que são pagas para limpar cenas de crimes - o que convenhamos, é no mínimo bizarro, mas sabe como é, alguém tem que fazer o trabalho sujo.

Então, imagine minha surpresa ao descobrir que a desenvolvedora RuneStorm resolveu levar esse conceito para o mundo dos games e criou o Viscera Cleanup Detail, um título onde somos o zelador de uma estação espacial que tem como missão limpar a bagunça deixada após uma sangrenta batalha contra aliens que invadiram o local.

Ainda em estágio inicial de desenvolvimento, portanto sem muito esmero na animação e apresentando um ritmo um tanto lento, o título que funciona como uma espécie de sátira aos jogos de ação está tentando a aprovação da comunidade para ser vendido através do Steam, mas quem estiver interessado pode testar uma demo e de acordo com os criadores, uma das prioridades é incluir um modo cooperativo.

Mesmo diante de uma tarefa que não pode ser considerada tão heroica ou memorável quanto trocar tiros com uma raça extraterreste, temos que reconhecer que os caras foram bastante criativos aos nos colocar para esfregar o chão, coletar órgãos e cartuchos espalhados pelo cenário e num mundo onde até um simulador de cirurgias fez sucesso, quem ousará duvidar do potencial do Viscera Cleanup Detail?

[via Gaming Blend]

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários