Meio Bit » Baú » Hardware » Skylon usa nova tecnologia que pode tornar possível voar para qualquer lugar em 4 horas

Skylon usa nova tecnologia que pode tornar possível voar para qualquer lugar em 4 horas

A empresa britânica Reaction Engines está trabalhando em uma aeronave que acredita tornar possível levar passageiros para qualquer lugar no mundo em apenas 4 horas. Essa aeronave também faria viagens espaciais.

17/07/2013 às 17:30

Skylon

Imagem ilustrativa do Skylon. Crédito da imagem: Reaction Engines.

A empresa britânica Reaction Engines está trabalhando em uma aeronave que acredita tornar possível levar passageiros para qualquer lugar no mundo em apenas 4 horas. Essa aeronave também faria viagens espaciais.

Segundo a empresa, a tecnologia responsável por isso chama-se precooler, algo como pré-resfriador em português.

O engenheiro Alan Bond explica que o ar que entra pelo novo motor "Sabre" pode ser resfriado em mais de 1000 ºC em 0,01 segundos. Essa capacidade permitiria um jato voar com um motor muito mais potente do que é possível hoje.

Mais potência significa mais velocidade, nesse caso 5 vezes a velocidade do som, ou Mach 5. Isso seria muito fácil, segundo Bond.

A nova tecnologia consiste em um sistema de resfriamento que usa uma série de dutos finos cheios de hélio comprimido, dispostos em espiral, para resfriar o ar a -150 ºC antes que ele entre no motor.

Isso normalmente congelaria a umidade do ar, cobrindo o motor de gelo, mas a empresa também desenvolveu um sistema que evita esse problema.

O objetivo da Reaction Engines é construir um avião utilizando essa tecnologia, com capacidade para 300 passageiros e que voe como um foguete. Isso vai "mudar a aviação em alta velocidade, já que não temos concorrentes", diz o animado Alan Bond.

A aeronave terá 84 metros de comprimento e se chamará Skylon. A decolagem e aterrissagem é horizontal, como em um avião normal. O maior problema até agora, além do preço, de 1,1 bilhões de dólares, é que o Skylon em tese não terá janelas, o que pode tirar um pouco da animação dos futuros passageiros.

O novo sistema está em testes e o primeiro modelo deverá começar a ser testado em 2019.

Fonte: Business Insider

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários