Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Baterias, Macbook, eBay e globalização

Baterias, Macbook, eBay e globalização

18/01/2008 às 2:20

Eu escrevi neste post sobre o triste estado da bateria de meu Macbook, mas não imaginava que ela ficaria tão debilitada. Com carga de menos de 700mAh, o computador aguentava menos de 20 minutos ligado. Isso inviabiliza o próprio conceito de notebook, eu tinha que andar esmolando tomada.

A saída era trocar, mas nenhuma das revendas Apple que escrevi se deram ao trabalho de responder. Pelo visto estão com dinheiro demais. Nas Apple Stores lá fora, uma bateria original, de 5200mAh custa US$129,00.

Pesquisando no eBay, achei gente vendendo uma bateria de 6000mAh (oficialmente 5600) por US$90. Seguindo tudo que aprendi com as Regras de Aquisição Ferengi, vi que o vendedor, de Hong Kong, tinha mais de 12000 vendas realizadas. Dificilmente seria um picareta. Com o frete para o Brasil custando US$17,40, resolvi experimentar. Encomendei no dia do Natal, e a bateria chegou hoje.

O acabamento é primoroso. É indistinguível da bateria original da Apple, o que é excelente, pois a bateria é parte do fundo do Macbook. Ficaria horrível com uma cara de "genérico".

Note, não estou falando de falsificação. Está bem claro que a bateria não é da Apple. Compare o fundo de ambas:

A bateria vem completa, inclusive com o microprocessador. Pois é, antigamente bateria era só um conjunto de pilhas, hoje possuem processadores, memória e há até atualização de firmware da bateria. Estou ficando velho ou isso impressiona mais alguém?

O Mac (usando o CoconutBattery) reconheceu a capacidade da bateria como 6000mAh, e levou uma eternidade para carregar. No momento ele está reportando 72% de carga, ou 3h22min remanescentes. No modo "Better Performance", não no "Better Battery Life".

Fiquei bem satisfeito com a compra, que envolveu um cliente brasileiro, um intermediário americano e um fornecedor chinês. Mais globalizado impossível. A perda, se houve, foi da própria Apple, que dificulta a venda para o Brasil via Apple Store e cobra preços altos, mesmo quando a concorrência está produzindo produtos alternativos de alta qualidade. Ah, e perdem as revendas lazarentas que não responderam meus emails.

Como bônus, os chineses são muito espertos. Vejam a declaração de Alfândega da bateria:

Comprar via correio equivale a passar na Receita no aeroporto, apertar o botão e dar luz verde. Ou vermelha. O fato do chinês colocar seu produto como "presente" e dizer que vale US$5,00 pode influenciar ou não o fiscal, que pode (e deveria) abrir todos os pacotes mas já que não abriu...

Como bônus, o sujeito que enviou a bateria assina como "Elvis Fong". Eu tenho quase certeza de que é esse aqui:

relacionados


Comentários