Meio Bit » Baú » Games » Game designer cria versão do Mario Bros. para o Atari

Game designer cria versão do Mario Bros. para o Atari

Game designer impressiona ao criar versão do clássico Mario Bros. para o Atari e quem possui o videogame tem a possibilidade de comprar um cartucho com o jogo.

17/07/2013 às 11:30

Esta semana o Nintendinho completou 30 anos de vida e apesar do console ter recebido alguns dos maiores clássicos da indústria, acho que podemos dizer que Super Mario Bros. foi o maior deles, fundando os alicerces para um gênero e sendo responsável por mudar toda a indústria ao mostrar ao mundo que havia vida (com qualidade) após o caos que o Atari levou ao mercado.

Princess-Rescue_17.07.13 Agora, você já pensou o que teria acontecido se ao invés de lançar seu próprio console e usar o jogo do encanador como carro-chefe a Nintendo tivesse decidido criar uma versão para o aparelho que por tantos anos nos divertiu com títulos como River Raid e Pitfall!?

Nós nunca saberemos o que teria acontecido, mas o ilustrador polonês Chris Spry decidiu saber como o jogo se comportaria no Atari e usou seu conhecimento para criar o Princess Rescue, um jogo com vários elementos da obra de Shigeru Miyamoto e que acreditem, possui uma versão física com caixa e manual sendo vendida neste site por US$ 50.

É claro que para chegar ao resultado final o game designer teve que encarar muitas limitações, uma delas sendo o fato de que cada linha de sprites só poderia ter uma cor e por isso ele teve que usar espaços negativos (as linhas negras) para criar os desenhos, mas mesmo assim ele conseguiu entregar um game facilmente reconhecível por contar com características marcantes como os vários power-ups ou mesmo a trilha sonora.

Com impressionantes 16 estágios, o que pode ser considerado bastante conteúdo para um jogo do videogame, impressiona saber que ele possui apenas 32 kB, algo que Spry afirma ser bastante para a época e que apenas um jogo do Atari usou todo esse espaço, o Fatal Run, que só foi lançado em 1990.

Correção: Chris Spry não é polonês, mas sim de Portland, EUA.

[via Wired]

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários