Meio Bit » Baú » Internet » WIFI em Copacabana - ou: Em que cidade eles vivem?

WIFI em Copacabana - ou: Em que cidade eles vivem?

14/01/2008 às 16:49

arrastao

Diz o titulo do post no Viu isso?: "Copacabana terá Internet gratuita a céu aberto". E vão mais adiante:

A partir de 2008, um dos cartões postais mais conhecidos do Brasil, a orla de Copacabana, terá Internet banda larga sem fio a céu aberto. A implantação da tecnologia Wi-Fi permitirá que, a partir de maio, turistas, moradores e quem passar pelos pontos com um computador possa navegar pela Internet - e gratuitamente.

É sério, não é pra rir não. Do alto de seus gabinetes com ar-condicionado, bem longe da realidade, nossos valorosos políticos jogam fora dinheiro público criando um maravilhoso chamariz de ladrões. Sim, Virgínia. Na posição de um sujeito que já perdeu mais gadgets do que gostaria de lembrar para vagabundos armados, eu posso GARANTIR que nenhum carioca em sã consciência vai passar por esses pontos com um computador, PDA ou Smartphone e puxá-lo, em público para ficar "navegando pela Internet", e se o fizer o fará no máximo por uns dois minutos, até que um grupo de pivetes xexelentes menores de rua desfavorecidos pela sociedade decida aliviá-lo de seus bens.

O projeto tem dedo do secretário de Ciência e Tecnologia Alexandre Cardoso (não somos parentes), que é comunista, o que explica sua incapacidade de perceber o mundo real e o estado da Cidade do Rio, e sua quase despercebida (exceto por mim) tentativa de redistribuição de renda através da doação forçada de notebooks e smartphones para a população "carente".

Mais ainda: Vão investir R$40 milhões, e afirmam que "todo o Estado deverá ter acesso à tecnologia Wi-Fi em aproximadamente 18 meses". Qual o objetivo? Destruir todos os pequenos provedores, os grandes backbones, tornar a Internet-RJ a única fonte de acesso? É o que iria acontecer, se esse projeto realmente acontecesse. Será o desejo patológico do político brasileiro por um monopólio estatal, acontecendo tudo de novo? Interbrás, alguém?

aqui a cereja do bolo: Estão levando o projeto para a Baixada Fluminense, e segundo meu Xará Comunista...

“A implantação dessa tecnologia de ponta vai trazer benefícios para várias áreas, como turismo, segurança, ensino e comércio. Será possível, por exemplo, para um pequeno comerciante da Baixada comprar e vender seus produtos pela rede, diminuindo, dessa forma, seus custos em até 20%”

Eu tenho CERTEZA de que é preciso mais do que "WIFI" para "comprar e vender produtos pela rede", mas do que eu entendo? Nunca li O Capital...

relacionados


Comentários