Meio Bit » Baú » Games » Intenção original da Nintendo era remover Super Smash Bros. Melee completamente da EVO 2013

Intenção original da Nintendo era remover Super Smash Bros. Melee completamente da EVO 2013

Organizador da EVO 2013 revela que a Nintendo queria proibir a utilização de Super Smash Bros. Melee no torneio como um todo, não somente o streaming

12/07/2013 às 14:30

gogoni-melee

Conforme noticiado anteriormente, a Nintendo proibiu os organizadores da EVO 2013, o maior campeonato de jogos de luta do mundo de realizar o streaming dos combates de Super Smash Bros. Melee, jogo do GameCube que foi incluído no torneio mediante uma campanha que arrecadou mais de 95 mil dólares para a pesquisa do câncer de mama. Após algumas horas a empresa voltou atrás e permitiu que o game fosse exibido, mas a verdade é um pouco mais amarga.

Durante uma entrevista, o organizador do torneio Rod Breslau disse que a intenção verdadeira da Nintendo era proibir os organizadores de utilizarem o game como um todo, exigindo que ele fosse retirado do torneio.

"Eles (a Nintendo) tentaram não apenas impedir o streaming, mas a porção de Smash Bros. do evento em si. É a IP deles, e eles podem fazer o que quiserem. Eles não apresentaram nenhuma opção para que pudéssemos manter o jogo. Nós argumentamos com eles e aceitaram apenas o cancelamento do streaming do jogo".

Ainda que a Nintendo tenha voltado atrás em sua decisão, isso reforça ainda mais minha teoria de que ela só o fez mediante pagamento de direitos de copyright. O mais provável é que a empresa esteja se valendo dos princípios da lei de direitos autorais, onde uma exibição de material audiovisual a uma quantidade tal de pessoas caracterize exibição pública, e como tal deve pagar royalties à detentora da marca, sob pena de multas e proibição da exibição.

Ainda que pareça incorreto cobrar por uma exibição que se originou mediante uma iniciativa beneficente, é como Breslau disse: a Nintendo pode fazer o que quiser com suas IPs, inclusive tomar o dinheiro dos YouTubers.

Fonte: GS.

relacionados


Comentários