Meio Bit » Baú » Games » Vá de retro!

Vá de retro!

Retrogaming é como voltar a infância, ou ter a felicidade de reencontrar um bom amigo que você não vê há muito, muito tempo.

28/06/2013 às 12:49

A Wikipédia define Retrogaming como […] um movimento relacionado com o colecionar ou jogar, videogames do passado, normalmente derivados de sistemas antigos, tanto de computadores e consolas (Uui!), como de máquinas de arcade. Eu prefiro a definição do Ralph no final da animação bacaninha Detona Ralph (2012), Loucura! Os jogadores dizem que somos Retrô. Que… acho que é: velho, mas legal.”

Velho mas legal.

Velho mas legal.

Eu sempre me considerei um desajustado no mundo dos games. Nunca consegui acompanhar o hype dos novos consoles e apesar de ter um Wii e um Xbox 360 em casa, nenhum dos títulos bacanudos arrasa quarteirão (olha eu entregando a idade) consegue me manter por mais de vinte minutos jogando. Por mais que eu me esforce, sempre me parece que estou assistindo a mais Quick Time Events do que jogando de verdade. Com algumas ótimas e divertidíssimas exceções, estes dois consoles foram usados na maior parte do tempo para a esposa jogar Just Dance no Wii e o Xbox, coitado, só é ligado pra ser usado como media center. Mas isso sou eu, um velho de trinta e seis anos que não conseguiu se adaptar as modernidades.

É meu velho, você já viu dias melhores.

É meu velho, você já viu dias melhores.

Então, deve ser a crise da meia idade chegando, mas como estou nessa vibe retrô resolvi comprar e restaurar alguns consoles só pra poder surrar o meu irmão para poder me divertir de novo com eles. Eu penso que pra valer, tem que ser a coisa real. Não posso ser só eu, aquela sensação nostálgica de jogar um velho jogo de 16 bits não é tão forte quando uso emuladores. Então, nada de emuladores, consoles ou jogos piratas, let's get the real thing. Terá algum custo, nada muito longe do que se paga em um console moderno e provavelmente muito trabalho para restaurar tudo de volta ao estado de “quase” novo, mas pra mim, vale a diversão. A coisa é que eu não quero deixar tudo no ar e vou tentar escrever alguns artigos sobre esse mercado, opções de compra, processos de restauração das carcaças, da parte eletrônica e até das caixas.

Outra coisa que eu gostaria de tentar resgatar nesse processo é a diversão do ato de jogar em grupo. Por sorte ainda tenho bastante contato com alguns amigos daquela época de ouro. Não somos mais os mesmos moleques de outrora, mas eu já andei surrando (e apanhando) do meu irmão no Street Fighter II e cara, me senti adolescente de novo. Aliás, eu adoraria ouvir a opinião e mesmo as histórias se alguém também curte essa nostalgia gamer. Vai ser divertido e os gamers hardcore também podem xingar muito ai embaixo pra animar a festa.

Gamer Hardcore

Gamer Hardcore

Leia também:

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários