Meio Bit » Baú » Games » Patrice Désilets processa Ubisoft e quer 1666: Amsterdan de volta

Patrice Désilets processa Ubisoft e quer 1666: Amsterdan de volta

Promessa é dívida: Patrice Désilets entra com processo contra a Ubisoft por danos morais e tentativa de reaver 1666: Amsterdan, o game que estava desenvolvendo, de volta

11/06/2013 às 7:00

Patrice Désilets

E a história de intriga, traição, demissões sumárias (ou não) e títulos engavetados ganha mais um capítulo.

Para quem não lembra aí vai um pequeno resumo: Patrice Désilets, o desenvolvedor responsável pelos dois primeiros títulos da série Assassin's Creed havia saído da Ubisoft em 2010 rumo à THQ, e estava desenvolvendo um novo título, conhecido apenas como 1666: Amsterdan. Quando a THQ faliu, a Ubisoft adquiriu o estúdio em que ele trabalhava e, por tabela, os títulos e funcionários. Ou assim parecia. Não muito depois, Désilets foi parar na rua da amargura (demissão sumária segundo ele, saída voluntária segundo a Ubisoft). E sem muita surpresa o título foi para a gaveta, colocando toda a equipe que trabalhava no game no fio da navalha.

Désilets havia dito que lutaria para defender seus direitos, seu game e sua equipe, e a resposta veio agora: ele entrou com uma ação contra a Ubisoft exigindo o pagamento de US$ 400 mil por danos morais, além do direito de comprar 1666 de volta.

Segundo os advogados de Désilets, a forma com que a Ubisoft demitiu o desenvolvedor lhe causou danos morais, além de ferir qualquer protocolo na forma de uma "demissão razoável". Além disso ele quer a confirmação de que o projeto esteja parado e que assim permaneça até a decisão sobre a quem o título pertence no tribunal.

A Ubisoft se defendeu dizendo que a demissão de Désilets seguiu todos os padrões e acrescentou dizendo que após a aquisição do estúdio da THQ Montreal, a empresa deu um prazo para que ele apresentasse um protótipo aceitável do game, o que não ocorreu e segundo ela, justificaria a demissão.

Entretanto em uma segunda nota a Ubisoft deu uma opção, dizendo que pode publicar 1666 com ou sem Désilets, e prefere que seja com ele, sugerindo que ele "se acalme" antes de discutir sobre a compra da IP. Resta saber se ele vai aceitar essa situação, o que eu não acredito muito, e quem pode se estrepar nessa história é a equipe dele, que até onde se sabe não foi relocada para outros títulos da Ubisoft.

Fonte: The Escapist e Polygon.

relacionados


Comentários