Meio Bit » Baú » O que houve de errado com o Windows Vista?

O que houve de errado com o Windows Vista?

07/12/2007 às 18:47

Um texto interessante do colunista Joe Wilcox do Microsoft Watch. É uma das melhores análises sobre os problemas do Vista e os erros cometidos pela Microsoft. Ele menciona e entra em detalhes em 10 tópicos. É uma ótima leitura e os argumentos são quase todos bons.

Não concordo com todos eles e a informação de que a adoção do Vista se limita a duas versões é meio estranha. Quem compra notebooks de última geração, o usuário comum, está adotando o Vista. Os ciclos de renovação regulares de notebooks, é onde o novo SO brilha. E sabemos que notebooks estão superando em venda desktops e vendendo como pão quente.

Hoje eu voltei da livraria Saraiva e ainda não acredito que existem notebooks com tela de 15 polegadas por menos de 2000 reais. E o SO era Windows Vista.

Entretanto, alguns argumentos de que o Vista pode ter se tornado o Windows Me 2.0 estão o adiantamendo dos planos do Windows 7, na PDC 2008 e WinHEC 2008 e as propagandas sobre o SO sumiram do mercado americano. Em comparação, a Apple está com a campanha "Get a Mac", sem entrar nos detalhes tecnológicos geeks. Por isso as ações da Apple subiram tanto nos últimos 2 anos: bom planejamento e timing.

Entre os vários motivos, estão as 6 ou 7 versões diferentes, mas talvez os dois principais motivos estejam relacionados justamente ao predecessor, o Windows XP. Os linuxers acharam que haveria migração em massa por causa do Vista. Erraram, mais uma vez. O ano do Linux é "esse ano + 1", beleza? O consumidor prefere continuar com o Windows XP ou migrar para um Mac.

O Windows XP é bom o suficiente. Esse o motivo número 2. O Windows Vista é um sistema operacional melhor que o Windows XP em vários aspectos, como segurança e gerenciamento de memória. Mas não é tão melhor que o XP a ponto de fazer com que um cara como eu migre por livre e espontânea vontade. Se afetar o meu trabalho e fosse tão melhor, eu até migraria, mas o XP faz bem tudo o que eu preciso. E as fortes vendas de notebooks e desktops com o Windows XP indicam que isso é verdade para a maioria dos consumidores.

Dados da reportagem dizem que apenas 25% dos novos notebooks estão saindo com Windows Vista. Imagine.

Estou fazendo como a grande maioria: esperando alguma novidade no SP1 que valha a pena migrar. Eu tenho direito a 4 cópias do Vista Business e não tenho pressa alguma. Aí veio a notícia que testes com o SP3 do Windows XP vai nos dar, de graça, um ganho geral de 10%. Ora bolas, 10% de ganho de performance é MUITA coisa. Isso significa que as correções e o código estão maduros.

E o motivo número 1 do Joe Wilcox é o ecossistema do Windows XP. Por ter permanecido no mercado por tanto tempo, desenvolvedores, usuários e empresas acostumaram-se com ele e investiram no ambiente. Há drivers para praticamente qualquer coisa, o sistema é familiar, existe documentação vasta, então para quê se aborrecer e migrar?

O que finalmente decidi? Usar o Windows XP SP2 como sistema base e o Windows Vista, por causa do IIS 7.0, virtualizados.

Fonte: Microsoft Watch (vale a leitura, acredite)

Para comentar e discutir esse post, clique aqui para ir ao Fórum do MeioBit.

relacionados


Comentários