Meio Bit » Baú » Indústria » TV digital para poucos... é triste, mas sempre foi assim

TV digital para poucos... é triste, mas sempre foi assim

05/12/2007 às 3:09

A tevê digital com alta-definição chegou. Você não viu? Nem eu. Explico a razão. A tecnologia é mais veloz que a escalada social. Ou seja, você é pobre e só vai ver na casa daquele seu amigo abonado. Mas é assim mesmo. Não dá para reclamar da vida. Trata-se de uma questão de escala. O aparelho para assistir a tal de HDTV é caro, pois, a produção ainda é pequena por causa do consumo. Daí que a alta-definição não faz escala na nossa sala.

Mas deixe eu defender, ou explicar isso. Como não sou mais tão novinho, lembro quando lançaram o CD. Caríssimo. Depois o preço foi baixando. Hoje qualquer um tem. Lembra dos primeiros tijolos-falantes que não davam sinal em lugar nenhum? Hoje todo mundo tem seu pai-de-santo que seja. Faz parte. A primeira transmissão de tevê via satélite foi a Copa de 70. Não sou assim tão velho, essa meu pai que me contou. Meus tios se reuniram na casa do que tinha tevê para ver o tricampeonato.

E computador? Lembra uns poucos anos atrás quanto custava um laptop de meia tonelada? Então, a questão é a sociedade de consumo. Na medida que mais aparelhos forem sendo vendidos, o preço cai. Por isso a razão deste texto. Um apelo. Senhores e senhoras endinheirados, por favor, comprem os aparelhos. Um para cada cômodo de suas casas. E rápido, se não for pedir muito. Que assim poderemos todos ter acesso à modernidade. Do contrário vamos assistir aos shows da Shania Twain nas lojas. Alguém sabe explicar a razão dela ser sempre a escolhida pelos magazines?

relacionados


Comentários