Meio Bit » Baú » Indústria » Quero ver na Copa: possível saída para o problema de sinalização das ruas

Quero ver na Copa: possível saída para o problema de sinalização das ruas

Empresa americana desenvolve sistema de sinalização com placas giratórias conectadas à Internet.

05/06/2013 às 13:54

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=mEvc0RjghbY]

Muito se tem falado sobre as falhas na sinalização (ou na falta dela) das cidades-sede de jogos da Copa do Mundo de Futebol de 2014. Para nós que somos Brasileiros já é difícil se locomover pela cidade, imagine para os visitantes estrangeiros.

Bom, aparentemente, a empresa Breakfast NY tem uma excelente solução pra isso. Trata-se de um poste destes que apontam a direção e distância para os lugares, mas em uma versão cheia de tecnologia e bem mais inteligente, chamado Points.

O dispositivo se conecta à Internet através de Wi-Fi ou por cabo Ethernet e gira suas setas apontando para os locais desejados/procurados e pontos da cidade nos quais estão acontecendo eventos relevantes, como os estádios com jogos esportivos em andamento. Para os que estão fugindo disso, ele também mostra os melhores bares para se fazer um happy hour naquele momento. Com distância, horário de funcionamento e dados sobre o transporte público.

poste02

Este tipo de sinalização futurista também consegue buscar atualizações das redes sociais como os Trendind Topics do Twitter, além de movimentação em massa no Foursquare e feeds de RSS. Fontes de notícias também são lidas, alertando sobre acidentes, placar do seu time e outras informações em tempo real.

Em centros de convenções, por exemplo, dá pra fazer o equipamento mostrar aos participantes quais palestras estão pra começar e em quais locais elas vão acontecer. Aliás, esta seria uma ótima ideia para um certo evento nerd que costuma acontecer em fevereiro no Brasil.

poste03

Bom, a companhia já está alugando unidades do Points para testes na cidade de New York e previsão para sua instalação é de 1º de julho em diante.

Quanto ao preço, a Breakfast NY faz um certo mistério, então é necessário obter um orçamento caso a caso. Mas não deve ser barato não, algo entre US$ 1.000 e US$ 10.000.

Claro que, quando eu falo que o Points é uma solução para os problemas de sinalização durante a Copa do Mundo, eu me refiro à sua tecnologia, muito mais que sua aplicação prática, dado o custo. Isso sem contar ao mal costume de alguns espíritos de porco que depredariam o poste, seja pra roubar suas placas eletrônicas, seja por pura estupidez.

Mas, ao menos para grandes capitais como São Paulo e Rio de Janeiro, que provavelmente vão receber o maior número de turistas (jogos de abertura e encerramento da competição, ponto de acesso dos gringos para os outros estados), seria legal arriscar. Pelo menos em lugares mais movimentados e teoricamente seguros. Sinalização geek? Eu quero ver na Copa!

E vocês? Acham que vale a pena?

Fonte: Breakfast NY.

relacionados


Comentários