Meio Bit » Baú » Games » Exterminador do Futuro de volta aos jogos. Será uma boa?

Exterminador do Futuro de volta aos jogos. Será uma boa?

04/12/2007 às 14:22

Uma vez eu arrumei um jogo do Exterminador do Futuro que era a encarnação do mal. Mal projetado, mal programado e mal executado. A inteligência artificial dos bots era do nível de um executivo da NBC. Os gráficos pareciam sprites, mas o jogo era em 3D - juro! - Ele sobreviveu pouco mais de 10 minutos no meu HD.

Como peguei trauma, nunca mais procurei jogos da franquia, mas pesquisando para este texto descobri que alguns são considerados bem razoáveis, dentro do limite de qualidade esperado de "jogos de filmes".

Pois bem; O novo filme do Exterminador do Futuro vem aí. Sem o T800, que está ocupando governando a Califórnia, sem o T1000 que está ocupado comandando o 303o Grupo de Estudos Logísticos e sem a Terminatrix, que está... bem, se eu soubesse onde ela está eu não estaria aqui, Terminator Salvation: The Future Begins tem tudo para -desculpem, t-boys- ser uma bomba.

A bomba aliás é de fragmentação, a Halcyon, empresa que detém os direitos sobre a série resolveu lançar um videogame baseado no filme. Ao invés de contratarem um estúdio especializado, ou alugar a franquia para uma EA da vida, criaram uma divisão própria para desenvolver o jogo. Será feito para todas as plataformas, inclusive mobile. Sim, jogo de celular.

Parou de rir? OK, eu espero.

O jogo está agendado para chegar às ruas junto com o filme, no verão (nos EUA) de 2009.

Assumindo que o filme não tem nem elenco ou roteiro, quanto tempo até ele estar razoavelmente pronto? E quanto tempo até a divisão de jogos da Halcyon agregar a expertise necessária para fazer um jogo de primeira linha? Mais de um ano e meio, com certeza.

Incrível como tem gente disposta a cometer os mesmos erros de sempre. Assim como o Exterminador, nós já vimos esse filme.

Imagem ilustrativa da Kristanna Loken, para provar que alguma coisa prestou no Exterminador 3.

Para mais notícias sobre jogos, visite o MeioBit Games, é grátis!

Fonte: ZDNet

relacionados


Comentários